Alunos da Terceira Idade expõem cadernos no Museu Casa do Sertão, em Feira de Santana

32 cadernos goiabada, escritos e ilustrados por idosos, ficam expostos até 17 de maio.

32 cadernos goiabada, escritos e ilustrados por idosos, ficam expostos até 17 de maio.

“As lembranças vieram como se fossem ontem. Eu levava um prato esmaltado com farinha para tirar leite da vaca e depois fazer mingau para a minha avó, pois ela gostava muito”. Depoimentos como este marcaram a abertura, nesta terça-feira (09/04/2019), das Rodas de Conversas promovidas pelo Museu Casa do Sertão, da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), com 60 idosos que participam da Oficina Leituras e Memórias da Universidade Aberta à Terceira Idade (UATI).

No Museu, 32 cadernos goiabada, escritos e ilustrados por idosos, ficam expostos até 17 de maio. Trata-se de registros de íntimas e criativas narrativas que abordam memórias de infância e juventude a partir do espelho da terceira idade, uma literatura comum às mulheres do final do século 19 e início do século 20, denominados de ‘caderno goibada’ pela escritora Lígia Fagundes Teles.

Os depoimentos emocionados são marcados por lembranças de crianças e adolescentes, como a contada pela aluna da Terceira Idade, Creusa Guimarães. “Lá pelos idos de 1955, na roça, as pessoas responsáveis pela trezena distribuíam com os meninos uma sorte do balaio de Santo Antônio. Depois, os jovens iam à casa das moças para pedir em namoro”, relata.

Maria Prazeres dos Santos, conta que morou com a família na zona rural até os seis anos de idade. “Depois, fui residir com outros familiares em outra localidade, onde aprendeu a ler e a escrever”. Já Joana Alves dos Santos, nos seus depoimentos, faz cobranças às autoridades de Feira de Santana sobre ações para a localidade onde mora. “De nada adiantou criar mais um distrito, a Matinha, antes Maria Quitéria; ficou só na mudança. Melhorias para a população, praticamente nenhuma”, reclamou.

As rodas de conversas foram divididas em duas turmas da Oficina Leituras e Memórias, ministradas pela pedagoga da UEFS, Eliana Carlota Mota. Além da iniciada nesta terça-feira, haverá outra, com abertura programada para quinta-feira (11), às 10h. As turmas levam os nomes das professoras da UEFS Eliana Carlota Mota e Ana Angélica Vergne de Morais (aposentada).

A abertura contou com a presença do diretor do Museu Casa do Sertão, Cristiano Cardoso, da historiadora Cristiana Barbosa, da museóloga Joseane Macedo, da coordenadora de Extensão, Amanda, Leite, e da professora Ana Angélica Vergne.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]