Tribunal de Justiça da Bahia lança exposição com imagens de todas as sedes do Tribunal mais antigo das Américas

Abertura da exposição com imagens das sedes Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA). Órgão do judiciário brasileiro é o mais antigo das Américas. Solenidade de abertura ocorreu nesta quarta-feira (13/03/2019).

Abertura da exposição com imagens das sedes Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA). Órgão do judiciário brasileiro é o mais antigo das Américas.

Uma exposição comemorativa apresentando a história do Tribunal de Justiça da Bahia, através de uma linha do tempo, foi lançada, na tarde desta quarta-feira (13/03/2019), no átrio do edifício-sede, no Centro Administrativo da Bahia. O ato faz parte das comemorações dos 410 anos do TJBA, que serão celebrados sessão solene nesta quinta-feira (14), com entrega de medalhas

As imagens plotadas no átrio do TJBA apresentam as sedes do Tribunal mais antigo das Américas, instalado em 1609, com o nome de Tribunal da Relação do Estado do Brasil, também chamado Relação da Bahia, e denominado Tribunal de Justiça a partir da Constituição Federal de 1946.

O evento, que contou com a presença do Presidente do TJBA, Desembargador Gesivaldo Britto, foi aberto pelo Presidente da Comissão Organizadora dos 410 anos, o Desembargador Lidivaldo Reaiche. Na oportunidade, ele discorreu sobre o processo de organização do evento.

As ações comemorativas incluem ainda o lançamento de um novo livro trazendo a história dos 410 anos do Tribunal de Justiça da Bahia, elaborado com o apoio do Instituto Justiça e Cidadania; a Revitalização do Memorial do Fórum Ruy Barbosa; e a entrega de medalhas para servidores, magistrados, autoridades locais, nacionais e internacionais durante a abertura do 116º Encontro dos Presidentes dos Tribunais de Justiça do país, que ocorre na capital baiana nesta quinta (14) e sexta-feira (15).

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).