SescTV estreia a série ‘A Cidade no Brasil’, baseada na obra do antropólogo Antônio Risério

Série 'A Cidade no Brasil' retrata aspectos e dimensões do urbanismo no país.

Série ‘A Cidade no Brasil’ retrata aspectos e dimensões do urbanismo no país.

Produzida a partir do livro de mesmo nome do antropólogo, poeta e ensaísta Antônio Risério, publicado em 2012, a série documental A Cidade no Brasil propõe uma reflexão sobre aspectos e dimensões do fenômeno urbano no país, a partir de depoimentos de pensadores contemporâneos. São 10 episódios – oito com duração aproximada de 26 minutos e dois episódios especiais (o primeiro e o último), com 40 minutos cada. Dirigida pela cineasta Isa Grinspum Ferraz, a série estreia online no dia 25/3, segunda-feira. Todos os episódios serão disponibilizados, na íntegra, para serem assistidos gratuitamente sob demanda, em alta definição, com legendas em português, inglês e espanhol, no site do SescTV, em sesctv.org.br. O lançamento no canal será no dia 3/4, quarta, às 21h, com o episódio A Cidade.

A Cidade no Brasil apresenta um olhar atento sobre as cidades brasileiras, desde a sua criação até a atualidade. “Com a série, pretendemos fazer uma espécie de ‘arqueologia’ da cidade brasileira, buscando ver e pensar nas várias camadas que a cidade de hoje encobre, desde nossas raízes indígenas, lusas e negras até os dias de hoje”, explica Isa Grinspum Ferraz. Ela comenta ainda que as cidades são lugares de invenção, multiplicidade, tolerância e intolerância, de trocas e de expressões de criatividade cultural, além de discriminação, segregação e exploração. “Vamos mergulhar nesse universo com os olhos voltados para o futuro”, completa a diretora.

Antonio Risério chama a atenção para a crise urbana que o Brasil vive hoje, para ele, a maior de toda a história do país. “Daí que seja urgente e necessário conversar sobre o assunto. Até porque, há décadas, nossos governantes não movem uma palha para tentar mudar as coisas. A transformação tem de ser pensada, defendida e liderada por nós”, opina. Além da participação de Risério, a série traz entrevistas com a antropóloga Manuela Carneiro da Cunha, o cientista Carlos Nobre, os arquitetos e urbanistas Alexandre Delejaicov, Ermínia Maricato, Guilherme Wisnik, Hugo Segawa, Marta Bogéa, Paulo Ormindo e Renato Cymbalista, os produtores culturais Bruno Ramos e Sérgio Vaz, o educador Eduardo Cardoso, a arqueóloga Cristina Barreto, entre outros.

A série é pontuada por imagens de arquivos garimpadas em cinematecas e centros culturais do Brasil, de Portugal e da França, e outras atuais filmadas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Ouro Preto, Mariana, Recife, Salvador e Belém. Seu primeiro episódio, A Cidade, conceitua esta área geográfica, discute como agem e se organizam seus habitantes e questiona sobre o processo de urbanização no Brasil. A produção aborda também as especificidades das cidades brasileiras em relação às cidades no mundo, e a diferença entre centro e periferia, que está sendo amenizada por meio das ações de coletivos de artistas e movimentos em prol de uma construção mais social e democrática da cidade.

Com trilha sonora assinada pelo DJ Dolores, a série é composta pelos episódios A Cidade; Cidade Ameríndia, Metrópole Neoindígena; O Brasil Nasceu Urbano; A Cidade Africana; Cidade de Vidas Embaralhadas; Sertão, Cidade, Segregação; Cidade Natural ou Desperdício?; Cidade e Migração; Vanguarda e Tradição; e Direito à Cidade.

Sobre Isa Grinspum Ferraz

A socióloga e cineasta Isa Grinspum Ferraz começou sua carreira em 1980, na fundação Roberto Marinho. Atuou com Darcy Ribeiro, na década de 1990, escrevendo e dirigindo o programa Escola pela TV, na extinta Rede Manchete. Concebeu e dirigiu a série O Povo Brasileiro, baseada na obra de Darcy Ribeiro, exibida na TV Cultura; e as séries Intérpretes do Brasil e O Valor do Amanhã, exibidas no programa Fantástico, da TV Globo. Dirigiu ainda a série Galáxias – olhares sobre o Brasil, realizada pelo SescTV e exibida no canal e na TV Escola. Seu primeiro longa-metragem, o documentário Marighella, conta a história de seu tio, o guerrilheiro Carlos Marighella. Isa também é responsável por projeto de museus, como o Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo.

Uma plataforma gratuita sob demanda

Além do acesso à programação ao vivo do canal, o site do SescTV oferece uma seleção de programas e séries brasileiras que podem assistidas na íntegra, gratuitamente, sem necessidade de cadastro. Basta acessar sesctv.org.br. São shows, documentários, debates e entrevistas, que tratam de temas como arquitetura, literatura, filosofia, teatro, política, sociedade, ética e cotidiano. Dentre os programas estão as séries Arquiteturas e Habitar Habitat, ambas dirigidas por Paulo Markun e Sergio Roizenblit; Estilhaços e HiperReal, dirigidas por Kiko Goifman; Filosofia Pop, dirigida por Esmir Filho e apresentada por Marcia Tiburi; Super Libris, de José Roberto Torero, e Galáxias – Olhares sobre o Brasil, de Isa Grinspum Ferraz.

Sobre o SescTV

O SescTV é um canal de difusão cultural do Sesc em São Paulo, distribuído gratuitamente às operadoras de TV por assinatura, que tem como missão ampliar a ação do Sesc para todo o Brasil. Sua grade de programação é permeada por espetáculos, documentários, filmes e entrevistas. As atrações apresentam shows gravados ao vivo com grandes artistas da música e da dança. Documentários sobre artes visuais, teatro e sociedade abordam nomes, fatos e ideias da cultura brasileira. Ciclos temáticos de filmes e programas de entrevistas sobre literatura, cinema e outras artes também estão presentes na programação.

Agenda

O que: Lançamento da série: A Cidade no Brasil

Direção: Isa Grinspum Ferraz

Produtora: Texto e Imagem

Realização: SescTV

Episódios: 10

Duração: de 26 a 45 min

Classificação Indicativa: Livre

Idioma Original: Português

Legendas: Português, Inglês, Espanhol

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]