Antonio Carlos Tramm toma posse como presidente da CBPM; Deputada Lídice da Mata participou da solenidade

Deputada Lídice da Mata participa do ato de posse de Antonio Carlos Tramm omo presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM).

Deputada Lídice da Mata participa do ato de posse de Antonio Carlos Tramm omo presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM).

O vice-governador João Leão empossou, nesta segunda-feira (11/03/2019) Antonio Carlos Tramm como presidente da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM), em solenidade no Centro Administrativo. A posse de Tramm contou com a presença de parlamentares como a deputada federal Lídice da Mata e os secretários João Carlos Oliveira (Meio Ambiente) e Rodrigo Hita (Ciência, Tecnologia e Inovação).

Tramm presidiu a Junta Comercial do Estado (Juceb) até janeiro e já exerceu diversas funções no setor público como secretário de Estado do Turismo, secretário de Transportes de Salvador e diretor comercial da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba). Na iniciativa privada, atuou em diversas empresas e desenvolveu projetos como a incorporação imobiliária do bairro Caminho das Árvores e implantação do Portoseco Pirajá.

Em carta de despedida aos servidores da Juceb, Tramm lembrou que a Junta agora é um órgão digital e que hoje é possível registrar uma empresa de qualquer lugar. Segundo Tramm, há processos liberados em até 40 minutos. “Fazendo uma retrospectiva dos quatro anos que estive no comando da Juceb, sinto-me orgulhoso de ter feito parte de sua história e do seu crescimento. Alegro-me ao perceber que esta jovem senhora de 168 anos foi capaz de se modernizar e de se reinventar. Saímos da era do papel e entramos de cabeça no mundo digital, agilizando e simplificando o processo de registro e legalização de negócios, aproximando o serviço público do seu usuário”, disse

Ele ressaltou também que em menos de um dia é respondido um processo de um pedido de viabilidade, quando a legislação estabelece três dias. O presidente destaca ainda o uso das ferramentas digitais na tramitação de processos. “Hoje nós já atendemos a mais de 90% dos empresários baianos, através da Redesim, que tem 193 municípios conveniados, cobrindo praticamente todo o Estado, munindo as prefeituras com um sistema que poderá melhorar o ambiente de negócios da cidade, dando mais agilidade e segurança à liberação de alvarás de funcionamento e licenças”, contou.

Tramm também ressaltou ainda as capacitações realizadas e revelou que essa era uma obsessão sua.  “Valorizamos os profissionais que atuam no registro de empresas, através dos treinamentos e capacitações para o público interno e externo, em parceria com o CRC, que vieram a culminar na campanha conjunta “Registro Mercantil é coisa de profissional. Procure o Seu!”, explicou.

Nos últimos quatro anos, a Juceb também deu importantes passos para a sua modernização como a implantação do modelo de Home Office, que tem elevado os índices de produtividade, bem como a contratação de novos profissionais por meio de concurso, o primeiro em 168 anos de existência do órgão.

 

Reconhecimento

Nos últimos quatro anos, a Juceb recebeu moções de aplauso pelo desempenho. A primeira foi ofertada pelo deputado estadual José de Arimatéia (PRB), que reconheceu a eficiência da autarquia vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Econômico. A outra foi concedida pelo conjunto de Vogais da Juceb, que são integrantes dos governos estadual, federal e entidades de classe e representam a ligação entre a Junta Comercial e a sociedade civil. “Hoje, a Juceb é reconhecida l como um órgão eficiente, moderno e capaz de atender a classe empresária de forma ágil, segura e com qualidade”, finalizou.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).