Secretaria da Saúde de Feira de Santana reforça importância da prevenção a dengue durante ação no Distrito de Jaguara

Ações de combate à dengue são realizadas no Distrito de Jaguara.

Ações de combate à dengue são realizadas no Distrito de Jaguara.

Febre, dor de cabeça, dor no corpo, são alguns dos sintomas da dengue que Erica da Silva, 38 anos, relatou durante atendimento médico, nesta terça-feira (19/02/2019), na ação de Enfrentamento a Dengue da Secretaria Municipal de Saúde de Feira de Santana. O evento aconteceu na localidade do Rio do Peixe, Distrito de Jaguara, e contou com exames laboratoriais, educação em saúde e o trabalho dos agentes de endemias casa a casa.

Na casa de Erica, ela e os filhos estiveram apresentando os sintomas. Durante o tempo em que esteve na ação, ela recebeu o alerta dos profissionais sobre a importância de ser diagnosticada precocemente, orientações sobre condutas a serem adotadas e saiu com os devidos exames realizados. “Achei muito bom”, elogia.

Cuidar do ambiente onde mora e permitir a entrada dos agentes de endemias, foram algumas das orientações passadas pela coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Francisca Lúcia de Oliveira. Ela esteve conversando com a comunidade e ressaltando alguns cuidados essenciais. “Tem que procurar atendimento médico assim que sentir os sintomas. É importante ficar atento as dores e manchinhas no corpo. Quando você deixa de procurar atendimento em uma unidade está correndo o risco de agravar o caso devido a automedicação, além de prejudicar as estratégias, pois a ficha de notificação precisa ser gerada”, ressalta.

Este ano, Feira de Santana notificou 1484 casos de dengue, sendo 301 confirmados. De acordo com Francisca, a Vigilância Epidemiológica tem atuado com ações pontuais para combater o índice de focos do Aedes aegypti e identificar casos suspeitos da doença, a fim de tratá-los logo no início, evitando complicações para saúde do paciente. “Temos realizado uma ação conjunta, que vai além do atendimento médico, com os agentes de endemias fazendo o trabalho de bloqueio e aplicando inseticida, os agentes comunitários também na parceria orientando a população casa a casa, a equipe de educação em saúde falando sobre a prevenção com crianças e adultos, nas praças e nas escolas, e os profissionais técnicos fazendo buscas e notificações”, destaca.

A melhor forma de prevenir a doença é evitando possíveis criadouros que facilitam a proliferação do mosquito. Entre as medidas estão o armazenamento adequado da água, manter reservatórios e cisternas tampados, calhas limpas, deixar garrafas sempre viradas com a boca para baixo, lavar uma vez por semana o coletor de água da geladeira e colocar areia até a borda dos vasos de plantas.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]