Salvador: Mutirão do Hospital da Mulher soma 300 cirurgias em 15 dias

Mutirão de cirurgias diminui fila de espera no Hospital da Mulher.

Mutirão de cirurgias diminui fila de espera no Hospital da Mulher.

Em quinze dias, o 1º Mutirão de Cirurgias do Hospital da Mulher, em Salvador já contabiliza 300 procedimentos cirúrgicos realizados. Iniciada em 19 de janeiro, a ação deve seguir até o final de abril, somando cerca de 1.500 pacientes operadas de diversas regiões estado e zerando a fila da unidade, formada por esse número de mulheres, atualmente.

O intuito da ação é, justamente, diminuir o tempo de espera para cirurgias ginecológicas e gerais. Para tanto, uma equipe formada por 50 profissionais médicos e técnicos, dedicada exclusivamente ao mutirão, ocupa, desde o início da ação, centros cirúrgicos do Hospital da Mulher, todos os finais de semana.

O diretor técnico do Hospital da Mulher, Paulo Sérgio Andrade, explica que “hoje, mulheres de toda a Bahia procuram a unidade e algumas das especialidades acabaram criando uma fila de procedimentos cirúrgicos. O Mutirão surgiu da preocupação em atender essas mulheres em um tempo hábil e merecido e vem sendo feito aos finais de semana, dando vencimento a essa fila”.

A doméstica Márcia Silva Santana, 36 anos, estava com cirurgia marcada somente para junho, mas foi submetida ao procedimento da histerectomia total neste sábado (2) e deve receber alta ainda no início dessa semana. “Fui fazer uma ligadura e foi descoberto o mioma, então fui encaminhada aqui para o Hospital da Mulher. Eu achei que fosse demorar, mas foi tudo muito rápido. Eu tenho uma amiga que sofre do mesmo problema, tem plano de saúde e começou a correr atrás para retirar o mioma na mesma época que eu e ainda não conseguiu ser operada. Gostei muito de todo o atendimento”, garantiu.

Com o mesmo problema, a diarista Clenice Ramos dos Santos, 45 anos, conta que conseguiu ser referenciada para o Hospital da Mulher e em pouco tempo teve o problema solucionado. “Tinha muita hemorragia e de quatro meses para cá, graças a Deus, fui atendida, já fiz a cirurgia e estou ótima”, comemora.

Atendimento

Há dois anos em atividade e somando mais de 343 mil atendimentos, o Hospital da Mulher realiza procedimentos cirúrgicos por intermédio do sistema Lista Única, no qual a paciente é cadastrada por uma unidade ou secretaria de saúde do município onde reside, após ser identificada a necessidade de acompanhamento e, posteriormente, comparece ao Hospital da Mulher na data agendada.

O Hospital da Mulher oferece internamento hospitalar nas especialidades de clínica médica e cirúrgica, hospital-dia, internação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), atendimento ambulatorial, procedimentos de diagnose e terapias e demais serviços de apoio assistencial. São 136 leitos, sendo 10 de UTI. Em novembro de 2017, a unidade também passou a contar com o serviço de Oncologia Clínica, que dispõe de 20 poltronas para infusão de quimioterápicos, com capacidade de atender até 60 pacientes por dia.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]