Concessão do Centro de Convenções de Salvador está em fase de consulta pública

Licitação do Centro de Convenções de Salvador apresenta grave vício, denuncia deputado Ubirajara Ramos Corôa (Bira Corôa).

Licitação do Centro de Convenções de Salvador apresenta grave vício, denuncia deputado Ubirajara Ramos Corôa (Bira Corôa).

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (SECULT) lançou um aviso de consulta pública visando a concessão do Centro de Convenções de Salvador (CCS) no Diário Oficial do Município (DOM) e em jornais de grande circulação, no início desta semana. O documento comunica aos agentes econômicos do setor de gestão de equipamentos, de promoção e organização de eventos, sobre a minuta do edital de concorrência para concessão do equipamento. O prazo da consulta pública é de 30 dias.

A Prefeitura pretende obter subsídios e informações adicionais para compor o edital de concorrência, que tem como objeto a gestão, planejamento, implantação, operação, manutenção e promoção do CCS. A minuta do edital encontra-se à disposição dos interessados no site www.compras.salvador.ba.gov.br.

Comentários e sugestões devem ser enviadas por meio do endereço eletrônico concessão.ccs @salvador. ba. gov. br. Serão apreciadas contribuições que contenham identificação do participante e contato (telefone ou e-mail), e que estejam devidamente inseridas no formulário padrão.

Segundo a minuta do edital, a licitante deverá prever em sua proposta os investimentos necessários em equipamentos e mobiliários para explorar o equipamento que terá um caráter multiuso, recebendo congressos, feiras, seminários, shows e festas, sendo esta integralmente responsável por sua operação e manutenção. A exploração de receitas acessórias e projetos associados também serão permitidos pela Prefeitura de Salvador e serão fontes alternativas de receita para o futuro gestor privado.

Será declarada vencedora da licitação a empresa que ofertar a maior outorga fixa, sendo um mínimo de R$ 10 milhões, que deverá ser paga em duas parcelas iguais, sendo uma na assinatura do contrato e outra em 180 dias contados da assinatura. Adicionalmente, a concessionária pagará à Prefeitura de Salvador uma outorga variável de 5% sobre o faturamento bruto a partir do sexto ano. O prazo de concessão é de 25 anos.

“Esta é uma oportunidade de ouvir aqueles que têm interesse em administrar o Centro de Convenções de Salvador. Este equipamento, que vem para atender a forte demanda de feiras, congressos e seminários, fará com que a capital baiana volte a ser destino de grandes eventos. Após a consulta pública, vamos avaliar todas as informações obtidas e, em março, a Prefeitura deve lançar o edital de concessão deste equipamento, que segue cumprindo à risca o cronograma de obras”, afirma o titular da Secult, Claudio Tinoco.

Características 

O novo Centro de Convenções terá o formato de uma pomba, símbolo da bandeira de Salvador. Numa área de pouco mais de 103 mil m² – sendo 36 mil m² de área construída -, ele terá capacidade para receber 14 mil pessoas simultaneamente em congressos e convenções.

Terceira maior estrutura municipal do tipo no país, o CCS contará ainda com oito auditórios moduláveis de 800 metros quadrados cada. Terá também seis salões de 390 e 781 metros quadrados; 12 salas de 236 metros quadrados; e 28 salas de reuniões, entre 47 e 64 metros quadrados. Além disso, haverá locais para shows com capacidade para 20 mil pessoas e estacionamento para mais de 1,4 mil veículos.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]