Caso Pityocampa: PSOL protocola na Câmara Municipal pedido de CPI para apurar fraudes na saúde em Feira de Santana

PSOL protocola requerimento de CPI na Câmara Municipal de Feira de Santana e participantes de concurso público protestam cobrando fim das terceirizações.

PSOL protocola requerimento de CPI na Câmara Municipal de Feira de Santana e participantes de concurso público protestam cobrando fim das terceirizações.

Em nota encaminhada neste domingo (04/02/2019) ao Jornal Grande Bahia (JGB), o PSOL de Feira de Santana informou que protocolou requerimento, na sexta-feira (1º), na Câmara Municipal de Feira de Santana (CMFS), cobrando do Poder a abertura de Comissão Parlamentar Inquérito (CPI) com a finalidade de apurar desvios de recursos financeiros da saúde do município, desvelados na investigação do Caso Pityocampa.

A nota destaca, também, o protesto realizado na sexta-feira (1º) no plenário da Câmara Municipal, por participantes do concurso público promovido pela Prefeitura de Feira de Santana. O protesto objetivou cobrar do gestor municipal a contratação de servidores da saúde que participaram do concurso em 2012.

Nota do PSOL

Na sexta-feira (01/02/2019), o PSOL de Feira de Santana protocolou na Câmara de Vereadores um pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar as fraudes nos contratos envolvendo falsas cooperativas de saúde com o governo do município.

O pedido se baseou nas denúncias que vieram a público sobre irregularidades diversas envolvendo a Coofsaúde, que apontam um prejuízo possível para os cofres públicos de 300 milhões de reais apenas no ano de 2009. Além disso, a justiça aceitou uma denúncia contra o ex-prefeito José Ronaldo, a secretária de saúde Denise Mascarenhas e outros agentes públicos por dispensa indevida de licitação, justamente em relação à outra falsa cooperativa chamada Coopersade, fatos gravíssimos que exigem explicações das autoridades a todo o povo feirense. A sinalização do presidente da Câmara, o vereador José Carneiro, é que o pedido seja submetido ao plenário na primeira sessão ordinária do ano, na próxima segunda-feira, ou no mais tardar, na terça.

Ainda na sexta-feira, pessoas aprovadas no concurso municipal para a área de saúde em 2012 e que até então não foram convocadas, realizaram um ato, também na Câmara, exigindo um posicionamento do legislativo quanto à situação, e que o executivo municipal cumpra a determinação judicial de convocação imediata das pessoas aprovadas.

O PSOL seguirá mobilizado e acompanhando de perto a situação da saúde pública do município, para que os crimes contra as pessoas e o patrimônio público não caiam no esquecimento ou “acabem em pizza”, como infelizmente se tornou comum na política tradicional. Convocamos toda a população de Feira a também permanecer atenta, exigindo as devidas punições aos envolvidos e reparação aos cofres públicos.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).