Bancada do PP na ALBA recebe três novos integrantes e passa a contar com 10 deputados

O presidente da ALBA, deputado Nelson Leal e João Leão, vice-governador.

O presidente da ALBA, deputado Nelson Leal e João Leão, vice-governador.

Três deputados estaduais oficializaram o ingresso no Partido Progressista (PP), que a partir de agora passa a ter uma bancada com 10 integrantes na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA). Os ofícios dos parlamentares Jurandy Oliveira, Júnior Muniz e Dal comunicando a mudança ao presidente da Casa, deputado Nelson Leal, que também é filiado ao  PP, foi publicado na edição desta terça-feira  (05/02/2019) do Diário Oficial do Legislativo.

Com a vinda dos deputados, o PP ainda ganha o status de maior bancada da Assembleia, junto com o PT, que também possui dez parlamentares, seguidos pelo PSD (nove integrantes) e DEM (sete).  Além de Muniz, Dal e Jurandy Oliveira e do presidente Nelson Leal, o PP do vice-governador João Leão tem no Legislativo baiano Aderbal Caldas, Antônio Henrique Júnior, Robinho, Eduardo Salles, Niltinho e Zé Cocá.

Por outro lado, dois partidos deixam de ter representação na ALBA  – o PHS, de onde saiu Júnior Muniz, e o PRP, agremiação de Jurandy Oliveira. Já o PC do B, que perdeu o deputado Dal, ficou com uma bancada de quatro parlamentares  – Fabrício Falcão, Bobô, Zó e a deputada de primeiro mandato, Olívia Santana. Com isso, a Assembleia Legislativa deixa de ter representados 19 partidos e passa a ter 17.

Também na edição de ontem do Diário Oficial foi confirmada a escolha do deputado Eduardo Salles para liderar a bancada do PP na ALBA. Reeleito para o segundo mandato com quase 90 mil votos, Salles foi quinto mais votado entre os 63 parlamentares. Eduardo Salles agradeceu a confiança dos demais deputados do PP e da direção da legenda e prometeu ajudar o governador Rui Costa e o vice-governador João Leão, outro integrante do PP, a levar mais investimentos para melhorar a educação, saúde, infraestrutura, segurança pública e dinamizar o setor produtivo do Estado.

“No meu primeiro mandato pude presidir as comissões de Educação e posteriormente Agricultura, além da Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, além de aprovar diversos projetos de leis. Foi um aprendizado muito grande que me preparou para assumir a responsabilidade de ser o líder da bancada”, afirmou Eduardo Salles.

Entre os novos integrantes do PP está um veterano da Assembleia. Aos 82 anos, Jurandy Oliveira chega ao seu décimo mandato. A primeira vez em que Jurandy tornou-se deputado, em 1983, o Brasil ainda vivia na Ditadura Militar. Depois, nunca mais saiu da Assembleia Legislativa.  O deputado nasceu num dia 15 de janeiro, em Ipirá, no Centro Norte do estado.

Já os outros dois novos membros do Partido Progressista são novatos na ALBA. Adalberto Barreto, ou simplesmente Dal, com é conhecido, é empresário, disputou a ALBA pela primeira vez e foi o mais votado do PCdoB. Natural de Amargosa, ele foi eleito com 74.671 mil votos e é dono da rede de postos Dal. A primeira tentativa de ingresso na vida política ocorreu em 2008, quando disputou a prefeitura de Amargosa pelo DEM, obteve cerca de sete mil votos, mas não se elegeu. Já Júnior Muniz é advogado, tem 38 anos, e nasceu em Salvador. Ele foi eleito com 21.058 votos e chegou a presidir o PHS no estado.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).