Startups baianas lotam Parque Tecnológico da Bahia para conhecer Programa Finep Startup

Startups baianas lotam Parque Tecnológico para conhecer Programa Finep Startup.

Startups baianas lotam Parque Tecnológico para conhecer Programa Finep Startup.

As startups baianas puderam conhecer melhor o novo edital lançado pela Financiadora de Inovação e Pesquisa (Finep) durante encontro, nesta quarta-feira (09/01/2019), no auditório do Parque Tecnologico da Bahia, que é gerido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti). Representantes da agência pública apresentaram o Programa Finep Startup, que prevê a possibilidade de investimento de até R$ 1 milhão em cada startup por meio de um contrato de opção de participação no capital, além de esclarecer dúvidas do público presente.

Nesta segunda rodada do Programa, aberta no dia 8 de janeiro, o objetivo é alavancar empresas de base tecnológica em fase final de desenvolvimento de produto ou que precisam ganhar escala de produção com viabilidade comercial comprovada. São R$ 30 milhões que serão disponibilizados para as 30 empresas selecionadas, conforme explicou Felipe Gelelete, que, juntamente com Bruno Bonifácio, representou a Finep.

Responsável por abrir o encontro, o coordenador de Articulação Institucional da Secti, Hans Ungar, comemorou a oportunidade de trazer a Finep até o Parque Tecnológico da Bahia. “Esse encontro oportuniza que nossas startups se preparem ainda melhor para concorrer ao edital, bem como mostra a importância da Bahia para uma agência pública e financiadora de inovação que é a Finep. O trabalho da Secretaria também envolve essa aproximação entre agências e o ecossistema de inovação do nosso estado”, destacou.

O auditório do Parque Tecnológico esteve lotado durante todo o encontro que contou também com a participação do chefe de Gabinete da Secti, Igor Galvão e do diretor de Inovação e Projetos da Associação Baiana de Startups, Paulo Pietrobon, que foi o responsável por articular o encontro no Parque Tecnológico. Ele também comemorou o encontro e projetou novos momentos para o ecossistema. “O auditório cheio é um excelente sinal. Somos uma comunidade em ebulição, mas temos uma série de fatores estruturantes que ainda precisamos resolver para melhorar a competitividade”, disse, justificando que já existe uma movimentação de empresas juniores e universidades, como, por exemplo, a UFBA, onde está situado o IhacLab (Oficina do Fazer), espaço equipado pela Secti.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]