Presidente Jair Bolsonaro chega a hospital em São Paulo para cirurgia de reversão de colostomia

Jair Messias Bolsonaro, presidente da República.

Jair Messias Bolsonaro, presidente da República.

O presidente Jair Bolsonaro chegou na manhã deste domingo (27/01/2019) no hospital Albert Einstein, em São Paulo, para se submeter a uma cirurgia para a retirada de bolsa de colostomia colocada após ele ter sido esfaqueado no início de setembro.

A cirurgia está prevista para ocorrer logo no início da manhã de segunda-feira (28/01/2019).

Segundo informações divulgadas na sexta-feira pelo porta-voz da Presidência, general Otávio Santana do Rêgo Barros, a recomendação dos médicos é de repouso absoluto nas 48 horas após o procedimento cirúrgico. Em função disso, o vice-presidente Hamilton Mourão assumirá a Presidência neste período.

O porta-voz afirmou ainda que, no total, o presidente deve permanecer por 10 dias em São Paulo. Ele disse que, após as primeiras 48 horas, Bolsonaro passará a estabelecer contatos com assessores mais próximos.

Barros informou que vai haver uma antessala preparada no hospital na qual Bolsonaro tocará o dia a dia do governo. O porta-voz afirmou que haverá, durante o período de internação, previsão de um briefing diário sobre a evolução do estado de saúde do presidente.

A cirurgia para a reversão da colostomia chegou a ser prevista para 12 de dezembro, mas no final de novembro exames indicaram que precisaria ser adiada.

De acordo com boletim médico divulgado no dia 23 de novembro, exames laboratoriais, de imagem e consultas médicas realizadas por Bolsonaro no hospital Albert Einstein mostravam “ótima evolução”, mas exames de imagem ainda mostram inflamação do peritônio e processo de aderência entre as alças intestinais. Por isso, segundo boletim à época, a equipe decidiu postergar “a realização da reconstrução do trânsito intestinal”.

O peritônio é uma membrana que fica entre a parede do abdômen e os órgãos digestivos.

Bolsonaro, de 63 anos, foi alvo de uma facada em Juiz de Fora (MG), durante ato de campanha em setembro, tendo que passar por uma delicada cirurgia de emergência na Santa Casa de Misericórdia da cidade mineira por conta de ferimentos nos intestinos grosso e delgado e em uma veia abdominal.

Na semana seguinte, já internado em São Paulo, passou por uma segunda cirurgia para desobstrução intestinal depois que exames detectaram aderência nas paredes do intestino.

*Por Alexandre Caverni, da Agência Reuters.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).