Petrobras lança licitação para pré-qualificar arrendatários das fábricas de fertilizantes na Bahia e em Sergipe

Vista das instalações industriais da FAFEN, em Camaçari.

Vista das instalações industriais da FAFEN, em Camaçari.

A Petrobras informou nesta quinta-feira (10/01/2019) que está iniciando o processo de arrendamento das fábricas de fertilizantes, localizadas em Sergipe (FAFEN-SE) e na Bahia (FAFEN-BA).

A companhia inicia o procedimento de pré-qualificação, visando habilitar as empresas que manifestarem interesse em participar em licitações futuras destinadas ao arrendamento das fábricas, incluindo os terminais marítimos de amônia e ureia no Porto de Aratu (BA).

A transferência da operação depende da existência de interessados habilitados na etapa de pré-qualificação e da realização do processo de licitação, ainda sujeita à aprovação da Diretoria Executiva da Petrobras. O processo seguirá os ritos e atos da Lei Federal 13.303/2016 (Lei das Estatais).

Sobre as unidades industriais

A Fafen Bahia é uma unidade de fertilizantes nitrogenados com capacidade de produção total de ureia de 1.300 t/dia. Também comercializa amônia, gás carbônico e agente redutor líquido automotivo (Arla 32).

A Fafen Sergipe é uma unidade de fertilizantes nitrogenados com capacidade de produção total de ureia de 1.800 t/dia. Também comercializa, amônia, gás carbônico e sulfato de amônio (também usado como fertilizante).

Os terminais marítimos de amônia e ureia no Porto de Aratu são unidades portuárias com capacidade de armazenagem e carregamento de 20.000/t de amônia e 30.000/t de ureia.

Histórico

A Petrobras está impossibilitada de vender controle de subsidiárias por liminar do Supremo Tribuna Federal (STF) e já havia provisionado no balanço perdas com a paralisação total das unidades.

A hibernação das unidades da Bahia e de Sergipe ocorreu em março de 2018, sob a alegação de que o negócio de fertilizantes não está mais nos planos da companhia

O segundo empreendimento ainda estava em fase inicial e foi descontinuado, com leilão dos equipamentos já comprados.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).