Cerca de 24 mil pessoas estão sendo deslocadas em Brumadinho

Bombeiros trabalham na localização de vítimas da tragédia no Município de Brumadinho, em Minas Gerais. Imagem apresenta vista panorâmica do dano ambiental causado pelo rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, de propriedade da empresa Vale, situada em Brumadinho, Minas Gerais. Degradação ambiental compromete Rio Paraopeba. Tragédia é avaliada como um ato de genocídio contra a população e a natureza.

Bombeiros trabalham na localização de vítimas da tragédia no Município de Brumadinho, em Minas Gerais. Imagem apresenta vista panorâmica do dano ambiental causado pelo rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, de propriedade da empresa Vale, situada em Brumadinho, Minas Gerais. Degradação ambiental compromete Rio Paraopeba. Tragédia é avaliada como um ato de genocídio contra a população e a natureza.

Cerca de 24 mil pessoas estão sendo retiradas pelos bombeiros das áreas sob risco em Brumadinho (MG). A informação foi divulgada pelo porta-voz do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, tenente Pedro Aihara. Às 5h30, uma sirene alertou para o risco de rompimento de uma nova barragem da Mina Córrego do Feijão, a Barragem VI.

Entre as áreas sob risco estão Parque da Cachoeira, Pires e Bairro Novo Progresso. “As áreas para onde as comunidades estão sendo levadas são as áreas previstas no plano de ação de emergência da barragem. O Corpo de Bombeiros permanece com todas as aeronaves de prontidão, para se for necessário deslocar equipes ou mesmo realizar ações de resgate e salvamento”, disse o tenente.

Buscas suspensas
Segundo o porta-voz, por enquanto, os bombeiros estão focando seus esforços na evacuação e, por isso, estão suspensos os trabalhos de busca e salvamento de vítimas da Barragem 1, que rompeu na última sexta-feira (25/01/2019).

*Com informações da Agência Brasil.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]