Caso Pityocampa: COOFSAÚDE e Cidade Cooperativa usaram o mesmo escritório de contabilidade, que é dirigido por um ex-secretário da Fazenda do Município de Feira de Santana

COOFSAÚDE e Cidade Cooperativa de Saúde compartilharam o mesmo escritório de contabilidade.

COOFSAÚDE e Cidade Cooperativa de Saúde compartilharam o mesmo escritório de contabilidade.

Em matéria exclusiva sobre o Caso Pityocampa, o Jornal Grande Bahia (JGB) revela fato que combina as operações de duas cooperativas de intermediação de mão-de-obra com sede em Feira de Santana. A Cooperativa de Trabalho Ltda. (COOFSAÚDE) — avaliada pelo desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) Nilson Soares Castelo Branco como uma complexa e sofisticada organização criminosa — compartilha o mesmo sufixo e-mail, @jgauditoria.com, no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) da Receita Federal (RF), com a Cidade – Cooperativa de Trabalho de Profissionais da Área de Saúde (Cidade Cooperativa de Saúde).

Conforme documentos e relatos de fontes, os endereços de e-mail, [email protected] e [email protected], estão associados a empresa JG Auditoria Contábil (http://www.jgauditoria.com.br/), cuja sede fica em Feira de Santana e cujo principal diretor é o contador e ex-secretário municipal da Fazenda de Feira de Santana Joaquim Costa Galvão Neto.

No site da JG Auditoria consta que a empresa presta serviços à municípios baianos, dentre eles Feira de Santana,  além de ser responsável por realizar a contabilidade do Fundo Municipal de Saúde de Feira de Santana e da Fundação Hospitalar de Feira de Santana, por coincidência, nos dois órgãos do município foram identificadas, pelo Ministério Público da Bahia (MPBA), fraudes envolvendo a COOFSAÚDE, que levaram a desvios estimados em R$ 71,6 milhões. A investigação e o processo judicial tramitam no âmbito do Caso Pityocampa.

Em síntese, é possível que ao mesmo tempo em que a JG Auditoria Contábil realizava a contabilidade de entes públicos, ela era responsável pela contabilidade das duas cooperativas, COOFSAÚDE e Cidade, o que enseja, no mínimo, um possível conflito ético, revela fonte.

JG Auditoria Contábil presta serviço à municípios da Bahia, dentre eles o Município de Feira de Santana e os órgãos de saúde investigados pelo Ministério Público.

JG Auditoria Contábil presta serviço à municípios da Bahia, dentre eles o Município de Feira de Santana e os órgãos de saúde investigados pelo Ministério Público.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).