Banqueiro revela que moeda da China poderia pôr fim à hegemonia do dólar

Moedas de dólar dos EUA e Yuan da China.

Moedas de dólar dos EUA e Yuan da China.

O presidente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, revelou que moeda poderia se tornar uma reserva no futuro e substituir o dólar dos EUA como moeda de reserva global.

Segundo ele, o yuan chinês pode potencialmente se tornar uma moeda de reserva global junto com o dólar dos EUA, entretanto, essas mudanças tendem a ser mais muito mais lentas do que as mudanças na dimensão das economias dos dois países.

“Enquanto o mundo se reordena, essa desconexão entre o real e o financeiro provavelmente vai reduzir-se, e no processo poderiam surgir outras moedas de reserva. Em primeiro lugar, acredito que essas seriam moedas nacionais já existentes, como o yuan”, disse Craney em 9 de janeiro de 2019 durante um fórum online organizado pelo do Banco da Inglaterra, citado pela agência Reuters.

O dólar dos EUA continua sendo a moeda mais usada no mundo. O uso do dólar facilita a valorização dos contratos e o comércio internacional em geral. Entretanto, nos últimos anos cada vez mais países discutem o abandono do dólar nas transações internacionais, enquanto a política comercial agressiva do presidente dos EUA Donald Trump tornou o dólar norte-americano menos adequado para pagamentos internacionais.

A China aumentou a participação do yuan na hora de negociar com os principais parceiros comerciais, em particular com a Rússia e o Irã, que se encontram sob sanções norte-americanas. Além disso, em março de 2018 Pequim lançou contratos futuros de petróleo cotados em yuan. O terceiro maior produtor de petróleo da OPEP, o Irã, já vende seu petróleo à China por yuans.

Com informações da Agência Sputnik Brasil.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]