Feira de Santana desperta atenção da OMS com ações voltadas para idosos

Oficina de dança oferecida pelo Centro de Convivência para Idosos Dona Zazinha Cerqueira.

Oficina de dança oferecida pelo Centro de Convivência para Idosos Dona Zazinha Cerqueira.

As ações de inclusão social voltadas para os idosos, promovidas pelo Governo Municipal de Feira de Santana, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (SEDESO), causaram impacto positivo e impressionaram pesquisadores do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). O reconhecimento pela qualidade dos serviços e, sobretudo, pelos resultados, foi ressaltado por dois pesquisadores durante visita ao Centro de Convivência para Idosos Dona Zazinha Cerqueira.

Durante a visita ao Dona Zazinha, coordenado por Tilda Brasileiro, os técnicos assistiram algumas das 15 oficinas que são desenvolvidas com os idosos. Dentre elas, as de dança e shows musicais, tão convidativas e contagiantes que até mesmo os pesquisadores do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) /Universidade Federal de Viçosa (MG), Simone Martins e Wellington Rodrigues, não resistiram e foram para o salão de festas dançar.

Processo de constante evolução

Para o secretário de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, a satisfação dos técnicos com os projetos desenvolvidos em Feira de Santana voltados para os idosos é gratificante. Ele considera que muitas ações já foram feitas e que muito mais ainda precisa ser promovido dentro de um processo de constante evolução da inclusão social com dignidade.

Alegria muito grande das pessoas envolvidas nestes projetos

A pesquisadora Simone Martins afirmou estar surpresa com o que está presenciando em Feira de Santana, especialmente no Dona Zazinha. “Que energia é esta? Viemos conhecer o que Feira de Santana está oferecendo à população e o que vemos aqui é uma alegria muito grande das pessoas envolvidas nestes projetos”, frisou.

A visita visa o mapeamento das seis cidades brasileiras – e única na Bahia – selecionadas que aderiram à estratégia Brasil Amigo da Pessoa Idosa. “Pretendemos gerar subsídios para que o Ministério do Desenvolvimento Social possa compreender o processo de adesão em implantação da estratégia e apoiar os municípios para avançarem na certificação”, revelou.

A partir dos dados coletados, o MDS, conforme seus técnicos, pretende se preparar para dar melhor apoio técnico aos municípios, com a capacitação de gestores e emprego de metodologias.

Feira de Santana é a única cidade baiana de grande porte Amiga do Idoso

Feira de Santana é a única cidade baiana de grande porte a receber o título do projeto mundial Cidade Amiga do Idoso. O reconhecimento com a chancela da Organização Mundial de Saúde (OMS) estimula o envelhecimento ativo ao otimizar oportunidades para a saúde, participação e segurança, para aumentar a qualidade de vida à medida que as pessoas envelheçam.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Social (SEDESO), Ildes Ferreira, a certificação é um reconhecimento pelas ações e compromisso assumidos pelo Governo do prefeito Colbert Martins Filho em promover a inclusão social de pessoas na terceira idade, através de projetos, programas e diversas outras intervenções que contemplem esta faixa crescente da população feirense, resultando na elevação da autoestima.

Ildes Ferreira ressalta ainda que o título de Cidade Amiga do Idoso aumenta ainda mais a responsabilidade do Governo Municipal e sinaliza que a administração pública está seguindo o caminho certo.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]