Vereador critica empréstimos realizados pelo Governo Municipal de Feira de Santana

José Menezes (Zé Filé): o projeto não fala especificamente onde será gasto.

José Menezes (Zé Filé): o projeto não fala especificamente onde será gasto.

No uso da tribuna, na sessão ordinária desta terça-feira (13/11/2018), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil José Menezes Santa Rosa (Zé Filé, PROS) criticou o chefe do Poder Executivo feirense pelos empréstimos solicitados e aprovados pela Câmara e cobrou o pagamento do 13º salário e férias dos cooperados.

“Foi aprovado o empréstimo de R$ 130 milhões para gastar aonde? Porque o projeto não fala especificamente onde será gasto. Falo isso para o povo ver a necessidade que está passando nosso Município. Ou está passando por sérias dificuldades ou este prefeito está indo com muita sede ao pote”, pontuou Zé Filé.

O edil ressaltou que outro empréstimo foi realizado. “Já passamos do valor do orçamento e já foi autorizado o empréstimo de R$ 150 milhões, ou seja, um dinheiro extra. Espero que ele aplique esse dinheiro no lugar certo e que possamos sentir o efeito no nosso Município. Espero que as escolas ano que vem estejam todas bem aparelhadas para receber nossos alunos. Que o prefeito possa usar uma parte desse dinheiro para fazer o pagamento do 13º salário dos cooperados. Já tenho quase dois meses que fiz a indicação solicitando ao prefeito que faça esse pagamento, para que os cooperados tenham um dinheiro a mais para fazer algo pela família no final do ano. O 13º salário e férias é direito de todo trabalhador”, defendeu.

E continuou. “Na semana passada, Tom falou que faria uma denúncia na Polícia Federal para que investigasse as cooperativas e saber porquê que elas não pagam o 13º salário e férias desses trabalhadores. Gostaria de saber do vereador se ele fez realmente essa denúncia na PF. Me disseram que cooperativa não tem fim lucrativo. Não tem para os cooperados, mas para os donos tem. Quero saber se realmente os donos estão rateando os lucros com os contratados. Se eles não estiverem repassando está errado e a PF vai tomar as devidas providências, vão prestar contas a ela. O povo precisa de uma resposta. Daqui a pouco as empresas privadas começam a pagar o 13º, a Prefeitura também e eu não vou ficar calado. Vou pedir também a ajuda do deputado eleito, vereador Tom”, garantiu.

Para finalizar, Filé fez outra denúncia. “Há desvio de função nas cooperativas. A pessoa é contratada para fazer um serviço e no contracheque está como outro. Erro gravíssimo. Um vigilante tem no contracheque que exerce função de serviços gerais e pagam um salário mínimo, enquanto um vigilante ganha mais que o mínimo. Falo isso e tenho como provar”, findou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]