Professor aborda relação das ciências exatas com a cultura durante a Semana da Cultural de Feira de Santana

Roberval Barreto: precisamos entender que a cultura é muito ampla e não é só artística.

Roberval Barreto: precisamos entender que a cultura é muito ampla e não é só artística.

Com palestras, apresentações de dança e teatro, as comemorações da Semana da Cultura foram iniciadas nesta segunda-feira (05/11/2018), em Feira de Santana, através da Fundação Cultural Egberto Costa (FUNTITEC), na praça do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU) no Bairro Cidade Nova. A programação é alusiva ao Dia Nacional da Cultura, comemorado no 5 de novembro.

O professor Eduardo Brito palestrou para alunos das oficinas da praça CEU e do Colégio Luiz Vianna Filho sobre a diversidade cultural do Brasil. Com formação em matemática, o professor explicou sua relação com o segmento cultural e como as ciências exatas tem tudo a ver com a cultura. “Desde a minha infância, na minha vida escolar participei de atividades culturais, como teatro e música, e essa formação não se perde. Então enquanto professor de matemática, tento nas minhas aulas utilizar dos meios que nós temos, de expressões artísticas para uma compreensão melhor dos alunos”, conta.

Tradição e valorização cultural

A cultura nordestina foi muito bem representada na peça dos alunos de teatro do Programa Arte de Viver, que apresentaram um ‘causo’ como quem lê as folhas de um cordel. O professor responsável pela turma é Roberval Barreto, que há aproximadamente 17 anos trabalha com o teatro no Programa, e ressaltou a importância de transmitir a tradição e valorização cultural para as pessoas.

“A cultura tem que ser comemorada sempre. Precisamos entender que a cultura é muito ampla e não é só artística. Ela é educação, é seu pensamento e até o jeito como se veste. É a forma mais linda de expressão”, explica.

Mariana sonha em ser professora de oficinas artísticas

Há um ano no Programa Arte de Viver, Mariana Lopes já pensa em um futuro com muita arte. “Fui inspirada pelo meu professor e meu sonho é ser professora de teatro, de ballet e também de algumas oficinas de cultura. Amo tudo que envolve cultura e fico muito feliz quando estou no palco”, disse.

Além da peça teatral, o palco foi tomado pela delicadeza das bailarinas orientadas pelo professor também do Arte de Viver, Adauto Silva, finalizando a manhã com demorados aplausos do público, que se emocionou com a apresentação.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]