+ Manchetes >

Feira de Santana: Oficinas de Circo Teatro do Amélio Amorim realizam encerramento das apresentações

Oficinas de Circo Teatro fazem últimas apresentações no Centro de Cultura Amélio Amorim.

Oficinas de Circo Teatro fazem últimas apresentações no Centro de Cultura Amélio Amorim.

Acontece nessa sexta-feira (09/11/2018) e sábado (10) os espetáculos de encerramento das Oficinas de Circo-Teatro do Centro de Cultura Amélio Amorim.  As apresentações fazem parte da convocatória de Ocupação de Pautas Artístico-Culturais dos Espaços Culturais da Secult BA – Ocupe Seu Espaço, uma seleção que busca impulsionar a difusão, democratizar o acesso, dinamizar os espaços e contribuir para o cumprimento dos objetivos das políticas culturais na dimensão territorial da cultura.

As Oficinas de Circo-Teatro que são oferecidas através do C. C. Amélio Amorim são realizadas desde 2014 pela Cia. Cuca de Teatro e tem como objetivo dar continuidade ao trabalho de difusão e formação na arte do circo e do teatro para crianças na faixa etária de 05 a 13 anos de idade. Manter acesa a arte milenar do circo no coração de crianças e adultos é a grande missão desse grupo de profissionais que se mantém unidos com o propósito de transmitir para as novas gerações os saberes e a capacidade do indivíduo de transpor os seus limites e potencialidades.

Os espetáculos de encerramento das oficinas de 2018 trazem como homenageados a 4 (quatro) palhaços brasileiros, grandes artistas do riso e da palhaçaria, são eles: O palhaço Arrelia nascido em São Paulo (1905-2005). Desde que nasceu Arrelia foi de circo. Seus pais e até avós eram de circo. Já com um mês entrou em cena, pois precisavam de um garoto chorão. Quando inaugurada a TV Tupi de São Paulo, Arrelia foi o primeiro palhaço a participar, até mesmo nos programas-teste em começos de 1950. Também criou e gravou músicas para o carnaval, e para o folclore nacional, como o “Como vai, como vai, como vai? ”. Só na TV Record ficou 21 anos, apresentando-se todas as semanas com o “Circo do Arrelia”, áureos momentos que colocaram o circo em uma posição de importância, dentro da televisão.  O palhaço Xamego, representado por Dona Maria Eliza Alves, nasceu em São Paulo (1909 – 2007) representou um palhaço homem no início da década de 40, no Circo Guarany. Mulher negra, pequenina, um metro e meio de muita força e coragem, Dona Maria Eliza foi uma das primeiras mulheres palhaças do Brasil, coragem essa que foi testada para enfrentar o racismo e o machismo de sua época. “Na vida, niña, o que vale é saúde. O resto é bolacha! ” Esse foi um dos ensinamentos de Maria-Xamego. O documentário “Minha Avó era Palhaço” que conta a vida do palhaço Xamego já fez mais de 100 exibições e passou por Feira de Santana em 2017 sendo exibido no 10º Fenatifs. O palhaço Carequinha nasceu no Estado do Rio de Janeiro (1915-2006).  Considerado por todos como patrimônio da cultura brasileira, iniciou no circo aos 05 anos de idade, ficou conhecido também como cantor se apresentando em programas de rádio e televisão. Comandou por 16 anos na extinta TV Tupi o ‘Circo Bombril’, que passou a se chamar “Circo do Carequinha”. É dono de um dos bordões mais conhecidos do Brasil – Atenção criançada ‘Tá certo ou não Tá’.  ‘O Palhaço Fura Fura’ nasceu na década de 40 na Paraíba. Palhaço nordestino, baixinho e franzino, Romulo Alves dos Reis percorreu o pais em várias companhias circenses até parar em Feira de Santana na década de 80 com o Circo Barcelona que até hoje, mesmo com todas as dificuldades, mantém a tradição e a alegria do circo, trazendo alegria  para a população feirense e cidades do interior baiano. Vida longa ao seu Fura Fura e a sua família de circenses!

Para as apresentações não haverá cobrança de ingresso. O acesso de se dará através de doações de itens de higiene pessoal que serão destinadas ao lar de idosos de Feira de Santana. Os ingressos poderão ser retirados uma hora antes das apresentações dos espetáculos.

Agenda

O que:  Os Viajantes do Tempo

Quando: 9 de novembro, às 16 horas

 O que: Resultado Turma Fura Fura

Quando: 10 de novembro, às 10 horas

O que: Os Fogatinhas no Circo do seu Fura

10 de novembro, às 11 horas

Endereço: Centro de Cultura Amélio Amorim (Avenida Presidente Dutra)– Feira de Santana –BA

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]