Desembargador Jatahy Junior inicia, em Santo Antônio de Jesus, última correição eleitoral de 2018 com uso da força-tarefa; Trabalho posiciona Justiça Eleitoral da Bahia entre as 10 mais eficientes do país

Edmilson Jatahy Fonseca Júnior e Adiane Jaqueline Neves da Silva Oliveira

Desembargador Jatahy Junior e a juíza corregedora auxiliar Adiane Oliveira realizam correição eleitoral em Santo Antônio de Jesus, abrangendo 20 outros municípios.

Desembargador Jatahy Junior, juíza corregedora auxiliar Adiane Oliveira e servidores do Poder Judiciário da Bahia se dedicaram em reposicionar a Justiça Eleitoral da Bahia entre as 10 mais eficientes do país.

Desembargador Jatahy Junior, juíza corregedora auxiliar Adiane Oliveira e servidores do Poder Judiciário da Bahia se dedicaram em reposicionar a Justiça Eleitoral da Bahia entre as 10 mais eficientes do país.

O desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA) Jatahy Junior, Corregedor Eleitoral do Tribunal Regional da Bahia (TRE Bahia), iniciou nesta sexta-feira (30/11/2018) a última correição com uso da força-tarefa. A atividade foi sediada na cidade de Santo Antonio de Jesus e abrangeu cerca de 20 municípios da região.

O objetivo do TRE Bahia é sanear processos, orientando e passando instruções às zonas eleitorais a fim de evitar novos acúmulos processuais, promovendo, com isso, a dinâmica da boa prestação jurisdicional.

Liderada pelo desembargador Jatahy Junior, a equipe da Corregedoria conta com a juíza corregedora auxiliar Adiane Oliveira, do coordenador Victor Xavier e servidores do TRE capacitados para o desenvolvimento das atividades de correição processual.

Ao analisar o trabalho de correição judicial, observa-se que os resultados dos trabalhos promoveram o saneamento processual e reposicionaram a Justiça Eleitoral da Bahia, em relação aos demais estados. A Bahia figurava, no início de 2018, como o Estado da Federação com maior acervo processual do País e atualmente deixou a incômoda posição, ultrapassando em eficiência vários outros Estados.

O desembargador Jatahy Junior, ao analisar o trabalho realizado em 2018, afirmou que “com o final dessa última correição e força-tarefa, que a Justiça Eleitoral da Bahia estará entre os 10 Estados da Federação com menor acervo, fato que facilitará o início da preparação para das eleições de 2020, pois o trabalho de preparação de uma eleição começa com muita antecedência. O trabalho da Justiça Eleitoral não tem trégua”.

Publicidade

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).