Cineasta Tiago Melo lança seu premiado filme em Cachoeira e Salvador

Azougue Nazaré de Tiago Melo

Azougue Nazaré de Tiago Melo

               AZOUGUE NAZARÉ’ RECEBE O PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI DO FESTIVAL DO RIO

Filme também levou o prêmio de Melhor Ator para Valmir do Cocô e Melhor Montagem para André Sampaio

“AZOUGUE NAZARÉ” levou o Prêmio Especial do Júri de Melhor Filme, além de Melhor Ator para Valmir do Cocô e Melhor Montagem para André Sampaio no Festival Internacional de Cinema do Rio.O filme que teve sua estreia mundial Festival de Cinema de Roterdã onde levou o prêmio “Bright Future Award”, conta a história de diversos acontecimentos misteriosos que assombram os moradores de Nazaré da Mata, município de Pernambuco.

Com a religião também em pauta, o longa mergulha no universo do Maracatu Rural, uma tradicional manifestação da cultura popular brasileira que surgiu com a mistura de danças e religiões de matriz africana trazidas pelos povos escravizados no Brasil. A trama se passa num imenso canavial onde um Pai de Santo pratica um ritual religioso com cinco caboclos, que ganham poderes, incorporam entidades e desaparecem. Enquanto isso, numa casa isolada, mora o casal Catita e Irmã Darlene. Ele esconde que participa do Maracatu, e ela é fiel da igreja do Pastor Barachinha,  um antigo mestre de maracatu convertido à religião evangélica, que se vê na missão de evangelizar toda a cidade.

Segundo o diretor, o filme rompe com a visão habitual da cultura popular. “Ele desmistifica o dia a dia dos maracatuzeiros, trazendo emoções e desejos de pessoas por trás das fantasias, confrontando a ideia de uma manifestação parada no tempo, com o uso funcional de tecnologias e das redes sociais, que naturalmente facilitam a comunicação”, diz. O elenco se destaca com a interpretação e atuação de mais de sessenta integrantes do Grupo de Maracatu, que fortalece a narrativa do filme ao acompanhar personagens fictícios envolvidos em questões reais e contemporâneas, a tensão religiosa e a expectativa do carnaval.

Produtor dos premiados “Aquarius” e “Boi Neon”, o cineasta Tiago Melo estreia como diretor no longa  “AZOUGUE NAZARÉ” que foi exibido em mais de 20 festivais em todo o mundo e, além de Roterdã, levou prêmio de Melhor Direção no BAFICI 2018, Menção Honrosa no Lima Independiente Film Festival 2018 e o Prêmio da Crítica no Festival de Toulouse. Em breve será exibido em outros festivais, como Festival de Cine La Orquidea, no Equador; Duhok International Film Festival, no Iraque; Festival Internacional de Cine de Morelia, no México; Mumbai Film Festival, na Índia; e Geneva International Film Festival, na Suíça.

Sinopse:

Num imenso canavial que parece não ter fim, numa casa isolada, moram o casal Catita e Irmã Darlene. Catita esconde que participa do Maracatu. Darlene é fiel da igreja do Pastor Barachinha, um antigo mestre de maracatu convertido à religião evangélica, que se vê na missão de expulsar o demônio do Maracatu, evangelizando toda a cidade. Em meio ao canavial, um Pai de Santo pratica um ritual religioso com cinco caboclos de lança. Os caboclos ganham poderes, incorporam entidades e desaparecem. A cidade de Nazaré da Mata testemunha acontecimentos misteriosos.

Festivais e Prêmios:

International Film Festival Rotterdam 2018 (Bright Future Award);

Cinélatino – 30º Rencontres de Toulouse (French Critic’s Award // Prix SFCC de Toulouse);

Festival of African, Asian and Latin American Cinema 2018;

New Directors/New Films Festival 2018;

BAFICI 2018 (Best Director Award // Premio FEISAL Best Film);

MOOOV Film Festival 2018;

Visionär Film Festival 2018;

Lima Independiente Film Festival 2018 (Mención Honrosa Competencia Iberoámerica Ahora);

Edinburg International Film Festival 2018;

Transatlantyk Festival 2018;

Taoyuan Film Festival 2018;

Queer Lisboa 2018;

Festival de Cine Latinoamericano de La Plata 2018;

Gran Prix Ostrava Kamera Oko 2018;

Third Horizon Film Festival 2018.

Ficha Técnica

Diretor: Tiago Melo

Elenco: Valmir do Côco, Joana Gatis, Mestre Barachinha, Mohana Uchôa e Edilson Silva

Produtor: Leonardo Sette

Produtoras: Lucinda Filmes e Urânio Filmes

Roteiro: Tiago Melo e Jeronimo Lemos

Diretor de Fotografia: Gustavo Pessoa

Diretor de Arte: Ananias de Caldas

Mixagem – Carlos Montenegro

Desenho e Edição de Som – Guga S. Rocha e Marina Silva

Som Direto – Tiago Campos e Phelipe Joannes

Montagem: André Sampaio

Trilha Sonora: Tomaz Alves Souza e Mestre Anderson

Sobre o diretor:

Tiago Melo é um dos profissionais mais atuantes do cinema brasileiro, tendo trabalhado em diversos curtas e mais de 20 longas-metragens. Nasceu no Recife em 1984 e iniciou sua carreira artística no teatro em 1999. Em 2007 participou do curso “A Construção Dramática” na Escuela Internacional de Cine y Televisión em San Antonio de los Baños, Cuba. Como Produtor, destacamos o curta “Sem Coração”, ganhador do “Prix illy du court métrage” na Quinzena dos Realizadores no Festival de Cannes em 2014, “Boi Neon”, premiado nos festivais de Veneza, Toronto, Hamburgo, Warsaw e Rio de Janeiro, e o premiado “Aquarius” de Kleber Mendonça Filho, com estreia na seleção oficial de Cannes e premiado em mais de 20 festivais. Na Direção, Tiago assina o curta-metragem “Urânio Picuí” e o longa metragem de ficção Azougue Nazaré.

Filmografia:

Urânio Picuí – documentário, 15′, 35mm, 2012

Azougue Nazaré – ficção, 82′, DCP, 2018

Bio Lucinda Filmes:

Fundada por Leonardo Sette, a Lucinda Filmes vem se consolidando como uma importante produtora brasileira. “Poucos Raivosos”, dirigido por Isabel Penoni e Leonardo Sette, estreou em 2012 na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, e participou de diversos festivais nacionais e internacionais, com destaque para o prêmio de Melhor Filme (Bill Douglas Award) no Glasgow Short Film Festival. Outro destaque é a distribuição do longa “As Hiper Mulheres”, também dirigido por Leonardo Sette, que foi exibido nos festivais de Roterdã, Toulouse, Berlin (NATIVe programme), entre outros. A Lucinda é também produtora associada do longa “Ventos de Agosto” de Gabriel Mascaro, que teve estreia mundial no Festival de Locarno em 2014, onde recebeu Menção Especial do Júri. “Ventos de Agosto”,  viajou por mais de 30 festivais internacionais, onde destacamos os prêmios de Melhor Filme no Festival  de Amiens e no Festival de Istambul.

Bio Urânio Filmes:

A Urânio Filmes é uma produtora independente brasileira com sede na cidade do Recife com foco na produção e supervisão musical de obras audiovisuais. Fundada pelo Produtor/Diretor Tiago Melo e pelo Produtor Gustavo Montenegro, a empresa atualmente se dedica a distribuição do longa-metragem de ficção “Azougue Nazaré” (direção e roteiro de Tiago Melo); à pré-produção do longa-metragem de ficção “Yellow Cake” (direção e roteiro de Tiago Melo); e aos desenvolvimentos do longa documental Um Romance Que Ninguém Leu” (direção de Gustavo Montenegro) e do longa de ficção “Estrada Irineu Serra” (direção de Tiago Melo em parceria com Pedro Sotero).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Juarez Duarte Bomfim
Baiano de Salvador, Juarez Duarte Bomfim é sociólogo e mestre em Administração pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), doutor em Geografia Humana pela Universidade de Salamanca, Espanha; e professor da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Tem trabalhos publicados no campo da Sociologia, Ciência Política, Teoria das Organizações e Geografia Humana. Diversas outras publicações também sobre religiosidade e espiritualidade. Suas aventuras poético-literárias são divulgadas no Blog abrigado no Jornal Grande Bahia. E-mail para contato: [email protected]