Refletir sobre as cinzas – cabe sempre | Por João Baptista Herkenhoff

Cruz com mensagem de Jesus Cristo.

Cruz com mensagem de Jesus Cristo.

Cabe refletir sobre as cinzas não apenas no tempo da Quaresma, quando a imposição das cinzas, na fronte dos fiéis, marca o início dessa quadra do calendário.

A lição das cinzas é uma lição de vida.

O ritual das cinzas assusta algumas pessoas. O celebrante, fazendo uma cruz, coloca partículas das cinzas na testa dos fiéis, que se postam em fila. Não são as cinzas que causam arrepio, mas a frase fúnebre, pronunciada em tom soleníssimo:

“Memento homo, quia pulvis es, et in pulverem reverteris.” (Lembra-te, homem, de que és pó e em pó te hás de tornar).

Algumas Igrejas Cristãs, que guardam a Quaresma, não adotam o ritual das Cinzas, uma tradição que leva milhões de pessoas às igrejas, pelo mundo afora.

Estamos em tempos de Ecumenismo. Temos no Vaticano um Papa profundamente ecumênico – Francisco, apenas Francisco – não Francisco I, igual os reis e os imperadores.

Todos os cristãos devem dar as mãos para construir um mundo mais humano.  O Cristo pediu a unidade, o Cristo quer a unidade, o Cristo é a unidade.

Para além do domínio cristão, creio que celebram a memória do Crucificado, mesmo sem pronunciar Seu Santo Nome (Mateus, 7, 21), todos aqueles que abominam as exclusões e as discriminações, todos que lutam para construir um mundo de Fraternidade.

A Igreja Católica e outras Igrejas Cristãs – Igreja Luterana, Igreja Presbiteriana, Igreja Anglicana – celebram, durante o tempo da Quaresma, a Campanha da Fraternidade.

Um tema é escolhido para a campanha e uma frase serve de mote para inspirar a reflexão dos fiéis.

Se recapitularmos os temas dos anos pretéritos, concluiremos que são sempre temas ecumênicos, pedagógicos que contribuem para a construção de um mundo mais fraterno.

Viva o Ecumenismo, viva a Tolerância, viva o Diálogo, viva o Abraço dos Opostos.

Abaixo o ódio religioso, político, partidário, racial.

É hipócrita toda aquela pessoa que se ajoelha no banco de qualquer igreja cristã e pretende ser dono da verdade, iluminado, sábio, e despreza todos aqueles cujo pensamento é diferente do seu pensamento.

*João Baptista Herkenhoff (e-mail: [email protected]), juiz de Direito aposentado(ES) e escritor e palestrante.

Publicidade

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

João Baptista Herkenhoff
João Baptista Herkenhoff possui graduação em Direito pela Faculdade de Direito do Espírito Santo (1958) , mestrado em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1975) , pós-doutorado pela University of Wisconsin - Madison (1984) e pós-doutorado pela Universidade de Rouen (1992) . Atualmente é PROFESSOR ADJUNTO IV APOSENTADO da Universidade Federal do Espírito Santo.Contato:Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas, Departamento de Direito. Avenida Fernando Ferrari, 514 | Goibeiras 29075-910 - Vitoria, ES - Brasil | Home-page: www.jbherkenhoff.com.br |E:mail: [email protected] | Telefone: (27)3335-2604