Projeto Poesia Incendiária estreia com o poeta alagoano José Inácio Vieira de Melo

O poeta José Inácio Vieira de Melo é o primeiro convidado do projeto Poesia Incendiária.

O poeta José Inácio Vieira de Melo é o primeiro convidado do projeto Poesia Incendiária.

Será lançado nesta quarta-feira (31/10/2018), às 20 horas, o projeto Poesia Incendiária, com o poeta José Inácio Vieira de Melo.

O projeto pretende divulgar e difundir o trabalho poético de escritores e artistas da cena literária baiana. Para isso foi construído um site (www.poesiaincendiaria.com) que disponibiliza textos, fotos e vídeos sobre poesia. Neste site são transmitidos, via streaming, programas mensais que irão conter declamações de poetas, entrevistas e discussões sobre temas literários.

A cada novo programa será convidado um poeta expoente da cena baiana. Além de falar de sua produção artística, cada convidado poderá declamar suas obras com ajuda de uma trilha musical criada pelo Punk Bossa Trio.

Toda essa criação poético-musical ainda poderá sofrer a influência dos espectadores através de mensagens interativas criadas em plataformas popularmente consagradas como o Facebook e o YouTube. Todas as mensagens enviadas pelos fãs poderão ser lidas em tempo real, possibilitando assim uma real interatividade com o público.

Depois de transmitidos “ao vivo” os recitais ficarão disponíveis no YouTube para, deste modo, possibilitar a continuidade na promoção e difusão dos poetas e de seus trabalhos literários.

Estrearemos o projeto com o poeta José Inácio Vieira de Melo, um nome de destaque no cenário da poesia brasileira contemporânea.

José Inácio Vieira de Melo

José Inácio Vieira de Melo (1968), alagoano radicado na Bahia, é poeta, jornalista e produtor cultural. Publicou os livros Códigos do silêncio (2000), Decifração de abismos (2002), A terceira romaria (2005), A infância do Centauro (2007), Roseiral (2010), Pedra Só (2012), Sete (2015), Entre a estrada e a estrela (2017) e as antologias 50 poemas escolhidos pelo autor (2011) e O galope de Ulisses (2014). Organizou Concerto lírico a quinze vozes – Uma coletânea de novos poetas da Bahia (2004), Sangue Novo – 21 poetas baianos do século XXI (2011). Publicou os cds de poemas A casa dos meus quarenta anos (2008) e Pedra Só (2013). Foi coeditor da revista literária Iararana (2004 a 2008). Participa das antologias Pórtico Antologia Poética I (2003), Sete Cantares de Amigos (2003), Roteiro da poesia brasileira – Anos 2000 (2009) e Autores Baianos: Um panorama 2 (2014). No exterior, participa das antologias Voix croisées: Brésil-France (Marselha, 2006), Impressioni d’Italia – Piccola antologia di poesia in portoghese con traduzione a fronte (Napoli, 2011), En la otra orilla del silencio – Antologia de poetas brasileños contemporáneos (Cidade do México, 2012), Traversée d’océans – Voix poétiques de Bretagne et de Bahia (Paris, 2012), A Arqueologia da Palavra e a Anatomia da Língua (Maputo, 2013) e Mini-Anthology of Brazilian Poetry (Placitas, 2013).

José Inácio Vieira de Melo é um dos poetas mais reconhecidos da sua geração em todo país. Sua obra tem merecido a atenção de grandes nomes da literatura de língua portuguesa, como Thiago de Mello, Affonso Romano de Sant’Anna, Marco Lucchesi, Salgado Maranhão, Antonio Miranda, Fernando Py, Casimiro de Brito e Gonçalo M. Tavares, assim como dos saudosos Gerardo Mello Mourão, Lêdo Ivo, Myriam Fraga, Moacyr Scliar e Hélio Pólvora. Tem poemas traduzidos para os seguintes idiomas: alemão, árabe, espanhol, finlandês, francês, inglês e italiano.

Coordenador e curador de vários eventos literários, como a Praça de Poesia e Cordel, na 9ª, 10ª e 11ª Bienal do Livro da Bahia (2009, 2011, 2013), em Salvador, o Cabaré Literário, na I Feira Literária Ler Amado, em Ilhéus (2012), e a Flipelô – Festa Literária Internacional do Pelourinho (2017, 2018), em Salvador, assim como os projetos A Voz do Poeta (2001) e Poesia na Boca da Noite (2004 a 2007), ambos em Salvador, e Uma Prosa Sobre Versos (2009 a 2014), na cidade de Maracás-BA. Tem sido convidado, com frequência, para vários eventos por todo o Brasil, dentre eles: Flibo (Boqueirão-PB), Fliporto (Olinda-PE), Flica (Cachoeira-BA), Flimar (Marechal Deodoro-AL), Flipoços (Poços de Caldas-MG), FestiPoa (Porto Alegre-RS), Bienal do Livro de Alagoas (Maceió-AL), Quinta Poética (São Paulo-SP), Portuguesia (Belo Horizonte-MG), Bienal do Livro da Bahia (Salvador-BA), Terças Poéticas (Belo Horizonte-MG), Forum das Letras de Ouro Preto (Ouro Preto-MG), Bienal do Livro do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro-RJ), Com a Palavra o Escritor (Salvador-BA), Bienal do Livro do Ceará (Fortaleza-CE), Bienal do Livro de Pernambuco (Recife-PE), Flap (Macapá-AP), Flama (Manaus-AM), Salipi (Teresina-PI), Flin (Natal-RN), Na Pele da Palavra (Caxias-MA), Feira do Livro de Porto Alegre-RS, Circuito de Feiras Literárias do Distrito Federal (Taguatinga, Ceilânia e Brasília) e vários outros.

Recentemente, esteve na Cidade do México, a participar do VIII Festival de Poesia As Línguas da América, representado o Brasil e os países de Língua Portuguesa. Dentre os prêmios conquistados ao longo da sua trajetória, destacam-se o Prêmio O Capital 2005, com o livro A terceira Romaria, e o Prêmio Quem 2015, da Revista Quem, da editora Globo, na categoria Literatura – Melhor Autor, com o livro Sete. A obra de José Inácio Vieira de Melo comparece como parte de uma dramaturgia mítico-filosófica na tese de doutorado de Igor Fagundes, professor doutor de Poética da Filosofia na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Seus estudos resultaram no livro Poética na Incorporação – Maria Bethânia, José Inácio Vieira de Melo e o Ocidente na encruzilhada de Exu, que foi lançado em 2016.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]