Projeto de Lei declara manifestações culturais populares como Patrimônio Imaterial de Feira de Santana

Câmara Municipal aprova PL que considera manifestações culturais populares como Patrimônio Imaterial.

Câmara Municipal aprova PL que considera manifestações culturais populares como Patrimônio Imaterial.

Na manhã desta terça-feira (16/10/2018), foi aprovado, na Câmara Municipal, em primeira discussão e por unanimidade dos presentes, o Projeto de Lei de nº 156/18, que declara a poesia, a capoeira, o repente, os contos populares, a literatura de cordel, o forró, a chula, o aboio e a toada como Patrimônio Imaterial do Município de Feira de Santana.

De acordo com a proposição, ficam declarados Patrimônios Histórico-Culturais Imateriais da cidade de Feira de Santana a poesia, a capoeira, o repente, os contos populares, a literatura de cordel, o forró, a chula, o aboio e a toada em todos os seus gêneros, subgêneros e as suas variantes.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]