+ Manchetes >

Governo Martins lança campanha de incentivo ao acompanhamento do processo de aprendizagem pelos pais de alunos de Feira de Santana

Governo Martins convida para lançamento da campanha de incentivo ao acompanhamento do processo de aprendizagem pelos pais de alunos de Feira de Santana.

Governo Martins convida para lançamento da campanha de incentivo ao acompanhamento do processo de aprendizagem pelos pais de alunos de Feira de Santana.

Campanha da Prefeitura de Feira de Santana objetiva incentivo ao acompanhamento do processo de aprendizagem pelos pais dos alunos.

Campanha da Prefeitura de Feira de Santana objetiva incentivo ao acompanhamento do processo de aprendizagem pelos pais dos alunos.

O acompanhamento dos pais ao processo de aprendizagem de seus filhos dentro e fora da escola é fator chave para que as crianças alcancem um melhor desenvolvimento nessa fase da vida. Pensando nisso, a Prefeitura de Feira de Santana lança nesta quarta-feira (24/10/2018), a campanha “Sempre Juntos – acompanhe seu filho na Escola”.

A campanha será apresentada pelo prefeito Colbert Martins Filho juntamente com a secretária de Educação, Jayana Ribeiro, à imprensa, pais de alunos da Rede Municipal de Educação, gestores escolares e secretários municipais. O lançamento acontece às 14:00, no gabinete do prefeito.

O objetivo da iniciativa é estimular nos pais a consciência de que é necessário maior envolvimento no processo de aprendizagem de seus filhos, fortalecendo a parceria entre escola e família. Quando um aluno percebe que tem o apoio de sua família, ele se envolve e se dedica mais aos estudos; sente-se mais responsável. Pequenas cobranças e demonstrações de empatia fazem grande diferença.

Segundo a diretora do Departamento de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Jozelia Araujo, pais presentes incentivam um comportamento cooperativo nos filhos. “Este acompanhamento conforta os filhos, eleva a autoestima e gera um sentimento de corresponsabilidade dos pais para com as crianças, e delas para com seus estudos e seus pais; estimula a busca por um retorno aos pais e a si mesmos”, esclarece.

“O ato de lecionar é de responsabilidade das escolas, mas é em casa que essas crianças passam mais tempo; por esta razão, é indispensável a participação dos pais neste processo”, reforça.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).