+ Manchetes >

Para presidente da Turquia, morte do jornalista Jamal Ahmad Khashoggi foi planejada

Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que a Justiça turca deve julgar 18 suspeitos de origem saudida investigados pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi.

Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse que a Justiça turca deve julgar 18 suspeitos de origem saudida investigados pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi.

O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse na terça-feira (23/10/2018) que a Justiça turca deve julgar 18 suspeitos de origem saudida. Eles são investigados pelo assassinato do jornalista Jamal Khashoggi no consulado saudita, em Istambul. Para Erdogan, não restam dúvidas que foi um “assassinato planejado”.

“Faço um apelo ao rei Salman para que essas pessoas sejam julgadas em Istambul”, disse Erdogan, durante discurso no parlamento em Ancara, onde descreveu a morte de Khashoggi como “um horrível assassinato planejado”.

Erdogan acrescentou. “O assassinato pode ter acontecido no consulado, oficialmente um território saudita, mas está no nosso país. Não pode ficar oculto pela imunidade diplomática.”

O presidente turco relatou vários detalhes revelados pela investigação turca, começando com a chegada de uma equipe saudita no dia anterior ao crime para inspecionar diferentes localidades da região de Istambul para preparar o assassinato.

*Com informações da Agência Brasil.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]