Mestre Moa do Katendê é homenageado na Câmara Municipal de Salvador

Moção de pesar aprovada na Casa é de autoria do vereador Sílvio Humberto.

Moção de pesar aprovada na Casa é de autoria do vereador Sílvio Humberto.

A Câmara Municipal de Salvador aprovou, durante a sessão ordinária de 29 de outubro de 2018 (segunda-feira), moção de pesar pela morte do mestre de capoeira Romualdo Rosário da Costa, o Mestre Moa do Katendê, apresentada pelo vereador Sílvio Humberto (PSB). O compositor, dançarino, músico e educador foi assassinado na madrugada do dia 8 de outubro, em um bar na comunidade do Dique Pequeno, na Avenida Vasco da Gama, onde morava.

O autor do crime está detido e já foi denunciado pelo Ministério Público Estadual pelo homicídio com os agravantes de não possibilitar defesa para a vítima e por motivação fútil. De acordo com a investigação, a discussão e o crime foram originados por uma discussão sobre política. A manifestação do voto teria sido o motivo do assassinato de Moa do Katendê.

O autor da moção lamentou a perda da grande liderança que foi o mestre de capoeira e alertou para a gravidade do motivo que levou o ativista à morte. “A dor e a perda são imensas. O Brasil está perdendo. A ignorância nos privou de um grande homem. Compositor, dançarino, ogã-percussionista, artesão e educador. Nos privou da convivência com o fundador do Afoxé Badauê, cantado pelo grande Gilberto Gil”, lamentou Sílvio Humberto. Para o vereador, o assassinato do Mestre Moa, por causa de uma discussão sobre escolhas políticas, tem muito a nos dizer.

Referendada por todos os vereadores da Casa Legislativa, a moção de pesar ficará registrada nos arquivos da Câmara e será encaminhada à família do homenageado.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]