Exposição inaugurada pela Superintendência Regional do Trabalho retrata drama das vítimas do trabalho infantil

Exposição Cartas da Exploração Infantil realizada na sede da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia.

Exposição Cartas da Exploração Infantil realizada na sede da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia.

Na manhã desta segunda-feira (08/10/2018), a Superintendência Regional do Trabalho na Bahia (SRTb/BA) inaugurou a exposição Cartas da Exploração Infantil do Artista Plástico Elinaldo Costa. A mostra é composta por telas que chamam atenção para a exploração da mão de obra infanto juvenil e traduzem situações que muitas vezes acontecem em decorrência dessa prática.

A abertura solene da exposição foi realizada na sede da Superintendência Regional do Trabalho na Bahia, no caminho das árvores, local que abriga a mostra. Com o apoio do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho – SINAIT-DS/BA e do Sindicato dos Auditores Fiscais do Estado da Bahia – Satiteba, o evento contou com a presença de representantes de diversos órgãos e entidades que atuam no mundo do trabalho e na defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes.

Durante a sua fala, a superintendente Regional do Trabalho na Bahia, Gerta Schultz, ressaltou que o futuro das crianças e dos adolescentes não devem ser definidos por paradigmas sociais. “Pela emoção, pela arte e pelo olhar humano sobre o assunto é que podemos entender que não pode ser um padrão social que deve determinar o futuro de uma criança”, afirmou a Superintendente.

O Chefe da Inspeção do Trabalho na Bahia, José Honorino, explicou sobre a ideia de utilizar a porta de entrada da Superintendência para expor os temas relacionados ao mundo do trabalho, tendo como tema inaugural o combate ao trabalho infantil. “Essa é a primeira exposição que promovemos nesse espaço que será aproveitado para chamar a atenção dos frequentadores e do público em geral sobre temas relacionados ao trabalho. Com essa exposição queremos que o público reflita sobre as mazelas do trabalho infantil”.

Em seu pronunciamento, o Procurador Chefe do Ministério Público do Trabalho na Bahia, Luís Carneiro Filho disse que as telas motivam a todos na luta contra o trabalho infantil. “Acredito sim, que é possível avançar em relação às políticas públicas, mas essa arte e essa história contada nessas telas nos emociona, nos impulsionam e nos faz acreditar na nossa missão”.

Na ocasião, o Coordenador da atividade de fiscalização de combate ao trabalho infantil da SRTb -BA, Antônio Inocêncio, frisou o papel da sociedade no combate do trabalho infantil. O Presidente do SINAIT-DS/ Bahia, Roberto Miguel Santos, ressaltou que o apoio à exposição sobre o drama do trabalho infantil faz parte do compromisso social da Entidade. A Presidente do SAFITEBA destacou a importância da reflexão sobre o tema que por muitas vezes acaba desencadeando a prática do trabalho escravo.

Por fim, o Artista Plástico, Elinaldo Costa, autor das obras, descreveu as telas expostas e afirmou o compromisso da arte em retratar temas que interessam a toda sociedade “depois de pesquisar sobre o assunto, eu fiquei estarrecido com a vulnerabilidade a que estão expostas as crianças e adolescentes. Como artista, tenho um compromisso com a arte e a arte com a sociedade. Diante disso, me vi na obrigação de retratar o drama vivenciado por essas vítimas”. Explicou o artista.

O evento contou com a presença dos servidores da SRTb/BA e representantes de diversos órgão e entidades, como, a Juíza Angélica de Mello Ferreira, Presidente da AMATRA da 5ª Região; da médica Dolores Fernandez, Presidente da Sociedade Baiana de Pediatria; do Superintendente do Serviço Social da Indústria, Armando Alberto da Costa Neto;  do assessor jurídico do centro de Apoio Operacional da Criança e do Adolescente do MPE – BA, Rodrigo Rocha Guedes; do Coordenador da Juventude da Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude, Rafael Oliveira Dantas; da Vice Presidente do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador da Bahia – FETIPA/BA, Gildete Brito e do Diretor do Instituto Aliança, Emilton Rosa.

Sobre o trabalho infantil

Segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE e Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD, existem 2.551 milhões de crianças e adolescentes de 5 a 17 anos em situação de trabalho. Na Bahia, são mais de 240 mil crianças e adolescentes nessa mesma faixa etária, sendo que 48,2% se concentram no setor agrícola.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]