+ Manchetes >

EUA: Pacotes explosivos são enviados ao ex-presidente Barack Obama, ex-senadora Hillary Clinton e CNN

Pacotes explosivos são enviados ao ex-presidente Barack Obama, ex-senadora Hillary Clinton e CNN. Eles são similares ao encontrado na caixa de correio de George Soros, dois dias atrás. Investigadores acreditam que casos, que visam líderes do Partido Democrata e um grande doador, estão relacionados.

Pacotes explosivos são enviados ao ex-presidente Barack Obama, ex-senadora Hillary Clinton e CNN. Eles são similares ao encontrado na caixa de correio de George Soros, dois dias atrás. Investigadores acreditam que casos, que visam líderes do Partido Democrata e um grande doador, estão relacionados.

O Serviço Secreto dos Estados Unidos afirmou nesta quarta-feira (24/10/2018) que interceptou um artefato explosivo destinado à ex-candidata presidencial Hillary Clinton, em Westchester (Nova York), na noite desta terça-feira, e um pacote explosivo enviado a Barack Obama, em Washington, na manhã desta quarta-feira.

Também em Nova York, a redação da emissora de TV CNN, no edifício Time Warner Center, foi evacuado depois de um pacote suspeito ter sido encontrado nesta quarta-feira entre as correspondências destinadas à emissora, afirmou a polícia da cidade.

De acordo com investigadores, os dispositivos são similares aos que a polícia encontrou na segunda-feira na caixa de correio da residência do magnata George Soros, em Bedford, nos arredores de Nova York, e detonou de forma controlada.

O Departamento de Segurança Nacional, ao qual está vinculado o Serviço Secreto, afirmou que os pacotes destinados às residências dos Obama e dos Clinton foram identificados imediatamente como artefatos explosivos durante processos rotineiros de revisão do correio.

Por sua condição de ex-presidentes, toda a correspondência destinada às residências de Obama e Clinton é inspecionada por agentes do Serviço Secreto. As autoridades acrescentaram que nem os Obama nem os Clinton receberam os pacotes ou estiveram expostos a qualquer risco.

A notícia de que um outro pacote suspeito teria sido enviado à Casa Branca foi mais tarde desmentida por autoridades americanas.

Os pacotes suspeitos, destinados ao mais recente ex-presidente democrata, à candidata na eleição passada e a um grande doador do partido, foram enviados cerca de duas semanas antes das eleições de 6 de novembro, que vão determinar se os republicanos mantêm o controle no Congresso.

Obama, Hillary, Soros e a CNN são alvos frequentes de críticas de setores conservadores, incluindo o presidente Donald Trump, que costuma atacar em especial a cobertura jornalística da emissora.

A Casa Branca condenou as tentativas de atentado, que chamou de desprezíveis e aterrorizantes, e o FBI afirmou que está investigando o caso. Os investigadores avaliam que os casos estão relacionados.

*Com informações do DW.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).