Espetáculo de dança V.E.R.T.E-Bras movimenta Subúrbio de Salvador

Apresentação do espetáculo de dança 'V.E.R.T.E-Bras'.

Apresentação do espetáculo de dança ‘V.E.R.T.E-Bras’.

O Centro Cultural Plataforma, espaço cultural administrado pela SecultBA no Subúrbio de Salvador, vai se transformar, no período de 20 a 25 de outubro de 2018, em cenário para a realização de um projeto de residência em dança. A ação, resultado de um intercâmbio entre os integrantes dos grupos Salt’Jazz, Reforma Cia de Dança, Teatrio e Os Encalacrados, terá duas etapas. A primeira acontece neste sábado (20), das 9 às 12 horas, com uma oficina de qualificação em Dança Contemporânea gratuita, ministrada pelo bailarino e coreógrafo Denys Silva. Já a segunda etapa, contará com apresentações do espetáculo V.E.R.T.E-Bras, nos dias 24 e 25, às 20 horas. A iniciativa tem o apoio da CIPÓ – Comunicação Interativa, através do Prêmio Culturas Juvenis.

Com duração de quatro horas, a oficina de qualificação com Denys Silva será oferecida aos quatro integrantes da companhia. A intenção é capacitá-los para a montagem do espetáculo e oferecer 16 vagas para outros grupos e artistas interessados em dança contemporânea. Para participar das oficinas, os interessados deverão comparecer no dia da atividade, no Centro Cultural Plataforma, a partir das 8 horas.

Durante o espetáculo de dança V.E.R.T.E-Bras, o público vai poder entender a relação entre a dança e o copo humano, mais precisamente com as vértebras, alinhadas aos movimentos das danças brasileiras fundidas ao estilo contemporâneo. O corpo humano, o cotidiano, as dores e os movimentos diários serão retratados através de solos, duos e de coreografias coletivas. A mostra terá como base a técnica de Horton, com ênfase à fusão do maracatu, afro, samba e street dance com o contemporâneo. Os estilos e linguagens diferentes poderão ser vistos pelos moradores dos bairros periféricos, contribuindo para divulgação da dança contemporânea em Salvador.

A ideia do projeto V.E.R.T.E-Bras é criar uma ação continuada de formação em dança no Subúrbio, mais especificamente no Centro Cultural Plataforma. Este seria o projeto-piloto e a proposta é que, a partir deste embrião, sejam abertas turmas de qualificação, profissionalização e intercâmbio de profissionais da dança, sempre capitaneados pelos quatro grupos idealizadores da proposta. O projeto é fruto da qualificação recebida pelos integrantes, por meio de uma parceria entre o Centro Cultural Plataforma e o Goethe Institut. O início foi dado com o projeto Residências Artísticas Vila Sul, que trouxe de Miami o bailarino e coreógrafo baiano Augusto Soledade para trabalhar diretamente com os jovens do Subúrbio de Salvador.

Sobre o Prêmio Culturas Juvenis

O concurso cultural, realizado pela CIPÓ – Comunicação Interativa, visa reconhecer e premiar a atuação de jovens e grupos responsáveis por iniciativas que envolvam as expressões das juventudes periféricas. Participam da ação seis coletivos culturais, compostos por jovens com idade entre 18 e 29 anos, dos territórios de Fazenda Coutos, Beiru (Tancredo Neves) e Plataforma. Os projetos selecionados ao prêmio se destacam por fortalecerem as expressões culturais juvenis e comunitárias dos seus territórios.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]