Eleições 2018: Vereador pede revisão do sistema de votação em Feira de Santana

Roberto Tourinho: quero falar mais uma vez para que o TRE e o TSE corrijam os erros ocorridos em Feira de Santana.

Roberto Tourinho: quero falar mais uma vez para que o TRE e o TSE corrijam os erros ocorridos em Feira de Santana.

Em pronunciamento, na sessão ordinária desta terça-feira (09/10/2018), na Câmara Municipal de Feira de Santana, o edil Roberto Tourinho (PV) chamou a atenção do TRE e TSE para que fosse revista a forma como as eleições foram conduzidas, pois segundo ele, as mudanças não foram favoráveis para o pleito.

“Quero falar mais uma vez para que o TRE e o TSE corrijam os erros ocorridos em Feira de Santana. Se tivermos esse mesmo problema em uma eleição municipal, onde a presença dos eleitores nas urnas é bem maior, haverá grande prejuízo à população do nosso município. Identificamos que em Feira de Santana, cerca de 30 mil pessoas deixaram de votar, pois não fizeram o recadastramento da Biometria e a instalação das máquinas não surtiu eleito, pois o objetivo é evitar que o eleitor escrevesse seu nome e fosse direto para a máquina, havendo redução do tempo de votação. Mas, o que aconteceu foi que as máquinas, na maioria, não fizeram a leitura da digital apenas com o polegar e alguns tiveram quer colocar todos os dedos, o mesmo tempo que gastaria para colocar os nomes”, pontuou Tourinho.

O edil lembrou mais que a junção das sessões eleitorais também dificultou a votação. “Houve concentração para votação, juntaram três sessões e apenas uma urna. Na sessão que voto, sempre tinham duas urnas, então a sessão que tinha em média 300 pessoas votando, passou a ter mil pessoas votando, com apenas uma urna, o que formou fila quilométrica”, disse.

Para finalizar, Tourinho observou a falta de treinamento dos voluntários que trabalharam no pleito. “As pessoas que trabalharam nesta eleição, com todo o respeito, não foram treinadas para dirigirem às sessões. Muitas não sabiam praticamente nada. Fui chamado a atenção por ter colocado em minha camisa preguinhas de dois candidatos e tive que explicar que meu ato era legal. Mas, isso reflete um despreparo e não vou culpar a pessoa que estava ali sem receber nada, de forma voluntária”, findou.

Luiz Augusto critica sistema eleitoral

No uso da tribuna da Câmara Municipal, o vereador Luiz Augusto de Jesus (Lulinha, DEM) corroborou com o discurso do colega Roberto Tourinho (PV), em relação ao sistema de votação.

“Tourinho falou a verdade. As mudanças não foram favoráveis, sem contar com as mudanças, onde as pessoas não sabiam onde iriam votar e não tinham pessoas para dar informações. Muita gente ficou perdida. O TRE deveria ter informado as mudanças nos locais de votação. Foi realmente uma bagunça as eleições deste ano”, pontuou Lulinha.

Ainda no uso da tribuna, Lulinha sugeriu a formação de uma comissão para tratar dessas mudanças com o juiz eleitoral. “A Comissão deve conversar com o juiz eleitoral sobre essas mudanças. Tiveram portões fechados às 17 horas, com tanta gente dentro que tiveram como entrar, ficaram sem votar e ainda terão que pagar multa. Uma urna para atender a três sessões não tinha como dar certo. As prioridades tiveram também dificuldades de votar, sem contar a quantidade de eleitores que ficaram sem exercer seu ato cívico. Outro ponto negativo foi a contagem dos votos, que aconteceu muito tarde. É preciso o TRE rever, para que nada disso aconteça nas eleições municipais, onde há mais eleitores”, findou.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]