Eleições 2018: Deputado Targino Machado critica nota do Democratas assinada pelo prefeito ACM Neto

Targino Machado: A carta do presidente do meu partido, ACM Neto, teve um belo começo, um ótimo meio e um péssimo fim.

Targino Machado: A carta do presidente do meu partido, ACM Neto, teve um belo começo, um ótimo meio e um péssimo fim.

Em nota, encaminhada nesta quarta-feira (10/10/2018) ao Jornal Grande Bahia (JGB), o deputado estadual Targino Machado (DEM/BA) criticou o comunicado do partido Democratas assinado por ACM Neto, presidente nacional da legenda. “O exposto nos primeiros parágrafos coaduna com o sentimento trazido pelas urnas democráticas no último domingo. Já o epílogo é um desastre de elucubração, ao negar o dantes exposto”, disse o parlamentar.

Nota de Targino Machado: ‘Com respeito à nota do Democratas’

A carta do presidente do meu partido, ACM Neto, teve um belo começo, um ótimo meio e um péssimo fim. O exposto nos primeiros parágrafos coaduna com o sentimento trazido pelas urnas democráticas no último domingo. Já o epílogo é um desastre de elucubração, ao negar o dantes exposto. Enfim, o que quer o Democratas? Admitir que parte dos seus líderes e militantes desembarquem no projeto petista?

Com a devida vênia, estou fora disto. Não existem alternativas no segundo turno das eleições presidenciais, o caminho é reto e único para os Democratas. Vou caminhar ao encontro da nova política. “Liberar os líderes e militantes” é admitir a existência e possibilidade de mais de um caminho, quando só existe um: Bolsonaro Presidente.

Targino Machado, deputado estadual no quinto mandato e reeleito com a maior votação entre os deputados de oposição.

Comunicado de ACM Neto: ‘Democratas libera filiados para votação no segundo turno’

O resultado das eleições de 2018 é motivo de comemoração para o Democratas. Elegemos 29 deputados federais, quatro senadores e dois governadores já no primeiro turno. O nosso partido alcançou um expressivo crescimento, consequência de uma história de coerência e compromisso com nossos princípios e ideais. Todo o esforço que vem sendo feito desde a última convenção de refundação do partido nos trouxe frutos significativos. Efeitos, esses, que nos enchem de confiança para continuarmos crescendo com consistência e sintonizados com as demandas da sociedade.

A eleição deste ano demonstrou que os brasileiros desejam e exigem profundas mudanças na política do nosso país. Este foi o principal recado das ruas e das urnas. E o Democratas compreendeu a mensagem.

Conectado com a vontade de mudança do povo brasileiro, nosso partido assume o compromisso de contribuir com a construção do Novo Brasil, um país completamente diferente daquele que nos foi legado pelo PT nos últimos anos. O nosso propósito é trabalhar por um novo ambiente, onde a nação seja pacificada e os valores nacionais prevaleçam sobre interesses não republicanos que conduziram o Brasil à pior crise econômica, política, social e moral de sua história.

Neste novo tempo que se anuncia, não cabem invasão e destruição de propriedades, e muito menos mensalão ou petrolão. É o momento de substituir a prática do “toma lá dá cá” da velha política pelos verdadeiros interesses públicos. Governar com os mais qualificados e ter responsabilidade fiscal. Encontrar uma solução para os mais de 13 milhões de brasileiros que estão desempregados. É hora de enfrentar, com coragem e determinação, o desafio de soerguer o nosso país.

Ficam, assim, os nossos líderes e militantes de todo Brasil liberados para, seguindo as suas convicções, apresentarem a sua manifestação de voto neste segundo turno.

Antonio Carlos Magalhães Neto, presidente Nacional do Democratas.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).