Eleições 2018: ASEB manifesta solidariedade ao pesquisador Nelson Montenegro e diz que professor foi agredido em Salvador, em decorrência de abuso policial por motivação política

Camisa com propaganda de Jair Bolsonaro, presidente. Nota da ASEB indica possível abuso de autoridade policial contra professor da UFRB.

Camisa com propaganda de Jair Bolsonaro, presidente. Nota da ASEB indica possível abuso de autoridade policial contra professor da UFRB.

Em nota, encaminhada neste sábado (06/10/2018) ao Jornal Grande Bahia (JGB), a Associação de Sociólogos da Bahia (ASEB) presta solidariedade ao professor Dr. Nelson Eugênio Pinheiro Montenegro e relata indício de violência policial contra o membro da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), decorrente de altercação envolvendo possível prática ilícita de venda de camisetas do candidato à presidência da República Jair Bolsonaro (PSL) realizada por policial militar da Bahia. O episódio envolvendo o pesquisador e o policial ocorreu na noite de sexta-feira (05/10/2018), no Bairro Itapuã, em Salvador.

A nota da ASEB indica grave possível prática de ilícito por parte de servidor público do Estado da Bahia e enseja questionamentos que devem ser respondidos pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP Bahia) e Governo da Bahia e acompanhados pelo Ministério Público (MPBA).

Com base no relato da ASEB, do episódio de violência emerge os seguintes questionamentos:

O policial portava arma de fogo fora do horário de expediente?

O policial vendia camisas de Jair Bolsonaro no momento em que estava fazendo uso de arma de fogo?

O policial detinha licença municipal para realizar venda das camisas?

O policial emitia notas fiscais das vendas das camisas?

O valor arrecadado pelo policial, com a venda das camisas, tinha finalidade de financiamento político/partidário?

A prática de venda das camisas com apologia político/partidária por agente policial é permitida pela corporação policial militar e pelo Governo da Bahia, mesmo que o servidor não tenha autorização e mesmo fazendo apologia política?

Essas e outras questões precisam ser apuradas pelo Estado e pela corporação policial. Porque a recorrência de práticas ilícitas observadas no cotidiano dos cidadãos enseja ato de violência contra a sociedade, ampliando a tensão social, que, neste caso, se manifesta contra um intelectual da academia, possível vítima de arbítrio policial.

Confira ‘Nota de Solidariedade’

A Associação de Sociólogos da Bahia (ASEB) vem manifestar em relação ao fato envolvendo o professor de Ciências Políticas da UFRB Dr. Nelson Eugenio Pinheiro Montenegro, que se envolveu em um incidente com eleitores no dia 5 de setembro de 2018 em Salvador – BA.

Conforme apuração, evidenciamos que o professor passou por pessoas vendendo camisetas do candidato Bolsonaro.  Ao recusar a oferta foi agredido verbalmente. Sentindo–se ameaçado, acelerou o carro para escapar do constrangimento e acabou batendo o retrovisor no varal das camisetas. Assustado ele fugiu do local, sendo perseguido por um homem armado, que era policial e que ainda chamou reforços.

O professor conseguiu refugiar-se em um condomínio próximo ao local do incidente, onde foi capturado pela polícia militar e levado à delegacia.

Felizmente não houve vítimas, não houve tentativa de atropelamento como vem sendo noticiado. Ele responderá a processo por danos materiais.

O Professor que estuda comportamento eleitoral está habituado ao debate político plural, tem uma conduta ilibada e ponderada como atestam seus colegas e alunos. Não é uma pessoa agressiva ou violenta.

Ao contrário do que foi veiculado, não tentou atropelar ou atentar contra a vida de ninguém. Entendemos que esse episódio lamentável é resultado de uma sociedade em polarização anômica. Onde pequenos conflitos são potencializados por um ambiente eleitoral acirrado pela intolerância.

Diante o exposto, a ASEB vem prestar solidariedade ao colega e esclarecer esse mal-entendido.

Reafirmamos nossa convicção na democracia e na tolerância e repudiamos a violência na política.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).