Cachoeira: Tia Má, Sulivã Bispo e Ryane Leão participam do segundo dia da FLICA 2018

Mesa redonda sobre influenciadores digitais com Tia Má e Sulivã Bispo.

Mesa redonda sobre influenciadores digitais com Tia Má e Sulivã Bispo.

Nesta sexta-feira (12/10/2018), a Festa Literária Internacional de Cachoeira (Flica) sediou o bate-papo ‘Leitura e sua influência no processo de escrita para o digital influencer’ com a presença da jornalista, produtora de conteúdo para redes sociais e influencer youtuber, Maíra Azevedo, mais conhecida como Tia Má, e o influencer youtuber Sulivã Bispo, que atualmente tem o canal Na Rédea Curta. O evento promovido pela Fundação Pedro Calmon/SecultBa (FPC) aconteceu na Casa Educar para Transformar.

Os convidados conversaram com o público sobre o crescimento da comunicação digital e de influenciadores desde o surgimento de plataformas como Youtube, Facebook e Instagram. “Fico muito emocionada quando vejo eventos como esse que incentivam a leitura e a cultura. Isso mexe muito comigo ainda mais nós que somos negros”, disse emocionada Tia Má. No encontro, a jornalista também falou sobre a sua participação no mundo online. “Acho que todas as pessoas são influenciadoras. Se a pessoa tiver apenas um seguidor em sua rede social, ela já está influenciando. Eu não gosto de me definir por números”, comentou.

O influencer youtube, Sulivã Bispo, também falou sobre a importância do evento. “Muito feliz em vir à Cachoeira para participar da Flica. É muito emocionante como militante na causa preta falar sobre leitura nesse evento grandioso”, falou o artista.

A 8ª edição da Flica seguiu até domingo (14) com uma programação cultural repleta de debates literários, atividades infantis, exposições, apresentações artísticas, palestras e contações de histórias para o público de todas as idades.  O evento tem o patrocínio máster do BNDES e do Governo do Estado, apoio da Prefeitura Municipal de Cachoeira e Caixa, e realização da Cali, Icontent, Ministério da Cultura e Governo Federal.

Silviano Santiago, Margarita Garcia Robayo e Ryane Leão levam mensagens de esperança na Flica

A poeta Ryane Leão, conhecida pelo ativismo em defesa dos direitos das mulheres negras foi um dos destaques no segundo dia da Flica, nesta sexta-feira (12). A mesa ‘Sobre corpos que brilham e tudo que queimam’, mediada por Vania Dias, trouxe uma mensagem de esperança, principalmente para o público feminino.

“Está tudo muito caótico. Pra mim o que interessa é transformação, esperança. Vamos à luta real. A luta difícil, crua, que faz sangrar. Essa luta envolve todo mundo. Ainda tem jeito”, pontua Ryane, que classifica a sua escrita como transformadora. “Conhecer o feminino negro brasileiro me fez entender qual o meu papel aqui. Uma mulher negra que fala é invencível”, disse.

O encontro também contou com a participação da autora Margarida Garcia Robayo, que está no Brasil pela primeira vez. Radicada na Argentina, a escritora tem um trabalho de destaque e já ganhou o prestigiado prêmio Casa de las Américas, em 2014 pelo livro de contos ‘Cosas peores’.

O autor mineiro Silviano Santiago também passou pela Flica neste segundo dia de evento, ao lado do escritor Marcus Vinícius Rodrigues, na mesa que discutiu ‘A feroz inquietude da escrita’. Os autores colocaram no centro do diálogo música, arte, política e literatura. “Não somos todos iguais. Nós somos diferentes. Nós somos capazes de lutar pela igualdade e vamos lutar. Não necessariamente através de conflitos”, disse o autor Silviano Santiago. A capacidade de articular as diferenças é que nos farão brasileiros’, finalizou.

A Flica tem o patrocínio máster do BNDES e do Governo do Estado, e conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Cachoeira e da Caixa, e realização Cali, Icontent, Ministério da Cultura e Governo Federal.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]