ALBA: Deputado Targino destaca passagem do Dia do Professor

Targino Machado: É importante destacar que somente em 1947, portanto, 120 anos após a publicação do referido decreto imperial, em uma pequena escola situada na Rua Augusta, nº 1520, na cidade de São Paulo, implementou-se o Ginásio Caetano de Campos.

Targino Machado: É importante destacar que somente em 1947, portanto, 120 anos após a publicação do referido decreto imperial, em uma pequena escola situada na Rua Augusta, nº 1520, na cidade de São Paulo, implementou-se o Ginásio Caetano de Campos.

O deputado Targino Machado (DEM) protocolou na Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) uma moção de congratulações a todos os docentes do Estado pela passagem do Dia do Professor, comemorado no dia 15 de outubro de 2018.

Em sua moção, o democrata recorreu à história e destacou o surgimento do reconhecimento da profissão no Brasil. “Conta a história que, no dia 15 de outubro de 1827, data consagrada à educadora Santa Tereza D’Ávila, D. Pedro I, imperador do Brasil, baixou um decreto imperial extenso para a época, pois continha 17 artigos, criando o ensino elementar no Brasil, estabelecendo que todas as cidades, vilas e lugarejos tivessem suas escolas de primeiras letras, tratando também da    descentralização do ensino, do salário dos professores, das matérias básicas que todos os alunos deveriam participar e aprender, e até mesmo como deveriam ser contratados os professores”, frisa.

“É importante destacar que somente em 1947, portanto, 120 anos após a publicação do referido decreto imperial, em uma pequena escola situada na Rua Augusta, nº 1520, na cidade de São Paulo, implementou-se o Ginásio Caetano de Campos. Mas, devido ao longo período letivo do segundo semestre, que começava no dia 1º de junho e terminava no dia 15 de dezembro, contando com apenas dez dias de férias escolares, quatro dos seus professores, Salomão Becker, Alfredo Gomes, Antônio Pereira e Claudino Busko, tiveram a ideia de organizar uma parada para evitar a estafa e também para o congraçamento, análise e planejamento dos rumos para o restante do ano letivo. Assim, sugeriu-se a data de 15 de outubro”, contou o deputado Targino Machado em sua moção.

Apesar de ser uma profissão com larga história no país, o deputado critica a desvalorização do trabalhador da área. “O que se constata é que na prática nem os poderes públicos e nem as instituições educacionais privadas atribuem a devida importância a esta profissão, uma vez que os salários dos professores são precários, assim como as condições de trabalho”, aponta.

“A todos os professores e professoras do Estado da Bahia, saúdo através desta moção, desejando votos de dias melhores àqueles que nos ensinam a ler e escrever com tanta dedicação e carinho, traduzindo-se assim, em personagens essenciais na formação humana”, diz Targino.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]