11º Festival Nacional de Teatro de Feira de Santana realiza programação no distrito de Maria Quitéria

Cartaz anuncia o espetáculo 'E se...' no Centro de Cultura Maestro Miro.

Cartaz anuncia o espetáculo ‘E se…’ no Centro de Cultura Maestro Miro.

Mais um dia movimentado e cheio de opções nesta 11ª edição do FENATIFS – Festival Nacional de Teatro de Feira de Santana. A partir das 9:30 horas, desta terça-feira (09/10/2018), duas apresentações abrem a programação. No Teatro do Cuca, tem a Cia. Prisma de Artes (CE) com o espetáculo ‘As Aventuras de João Sortudo’.

No Teatro Ângela Oliveira, no Maestro Miro, a premiada companhia paranaense Tato Criação Cênica estreia no FENATIFS com ‘E se…’ O grupo já se apresentou em 10 países e em todos os estados brasileiros. Seu espetáculo de estreia, Tropeço (2004), já ultrapassou a casa das 1000 apresentações e foi premiado em vários festivais.

Em ‘E se…’, a rua de um centro urbano é o ponto de encontros e desencontros no cotidiano de personagens que surgem a partir das mãos dos atores com o uso de pequenos adereços. Brincadeiras com a voz constroem a paisagem sonora e dão vida aos personagens. Com bom-humor e fantasia, cada ação revela os diversos caminhos que a vida oferece e as interferências das escolhas de cada um no coletivo.

À tarde, o espetáculo da Tato será reapresentado no Maestro Miro. Já ‘As Aventuras de João Sortudo’ serão levadas para o distrito de Maria Quitéria, reafirmando o objetivo da Cia. Cuca de Teatro, realizadora do FENATIFS, de possibilitar ao público da zona rural a chance de acompanhar ótimos espetáculos e conhecer o apaixonante universo do teatro. As duas atividades começam às 15 horas.

Contos, Lendas e Cantigas

Ainda pela manhã, às 10 horas, a montagem ‘Era uma Vez: Contos, Lendas e Cantigas’, com a Rococó Produções Artísticas e Culturais, de Porto Alegre (RS), será apresentada no Centro de Cultura Amélio Amorim.

Entremeado por cantigas extraídas do cancioneiro popular gaúcho, o espetáculo revisita de forma atraente e delicada as lendas de Nossa Senhora Aparecida e do Negrinho do Pastoreio, trabalhando com a transversalidade dos elementos das culturas afrodescendente e gaúcha, favorecendo também uma reflexão sobre o bullying, trabalho infantil e os aspectos que auxiliam na formação da identidade.

Ponto de Partida

A intensa terça-feira, 9, será encerrada com a oficina ‘Ponto de Partida – O Corpo como Instrumento de Criação’, ministrada pelo grupo Tibanaré (MT), a partir das 18:30 horas, no Teatro do Cuca. Para participar é necessário doar 1 quilo de alimento não perecível. O público alvo é composto por estudantes, artistas e professores.

O grupo Tibanaré foi fundado como um coletivo de teatro em 2006, cujo elemento principal é o trabalho do ator e a sua relação com o espectador.

Cia. Cuca oferece

O FENATIFS conta este ano com grupos e artistas de 10 estados, com a participação de 14 espetáculos selecionados via editais e cinco espetáculos convidados como representantes das Mostras Nacional, Interior do Nordeste e Jovens Talentos.

Nas Atividades Paralelas o FENATIFS programou 33 atividades formativas, compostas por oficinas, workshops, exposição, debates e conversas mediadas pelos críticos, além da Mostra de Talentos Mirins, protagonizada por crianças de instituições que trabalham com teatro em Feira de Santana e região.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]