Tribunal de Justiça da Bahia presta homenagem póstuma ao professor Eurico Américo Faria da Matta; didata atuou como diretor do Instituto Sitológico da Bahia

Em sessão plenária do Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA), ocorrida nesta quarta-feira (26/09/2018), o desembargador Baltazar Miranda Saraiva, propôs “Moção de Pesar pelo passamento do ilustríssimo senhor Eurico Américo Faria da Matta, externando os votos de mais profundo pesar e solidariedade à família do pranteado”. A homenagem póstuma foi aprovada à unanimidade dos membros da corte de justiça.

Íntegra da Moção de Pesar apresentada pelo desembargador Baltazar Miranda Saraiva

— Submeto a esta Egrégia Corte de Justiça, com a tristeza que a ocasião impõe, a presente Moção de Pesar pelo falecimento do professor e educador Eurico Américo Faria da Matta, ocorrida no dia 19 de setembro do corrente ano (2018), nesta capital.

— Inicio utilizando as magníficas palavras do escritor norte-americano Ernest Hemingway quando, ao utilizar uma expressão tirada de um poema de John Donne, poeta inglês do século 17, afirmou:

— ‘A morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano. E por isso não perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti’. Com essa citação, o autor marcou o começo de uma de suas obras mais importantes do nosso século: ‘Por quem os sinos dobram’.

— Realmente, onde existir uma igreja, a morte se faz sentir na canção fúnebre dos sinos, que, dessa vez, anunciou a partida de Eurico Américo Faria da Matta, que nos deixou no dia 19 de setembro do corrente ano (2018), aos 96 anos de vida, em nossa capital.

— O ilustre morto foi casado com Nahilde Carvalho Cruz da Matta, com quem teve três filhos: Abelardo Paulo da Matta Neto, ínclito magistrado e extraordinário jurista, Eurico José Cruz da Matta, funcionário público, e Cristiane Maria Cruz da Matta, empresária.

— Depois que Deus traçou seu projeto de mundo, ele nos escolheu para cumprir seu propósito eterno, para sermos santos e irrepreensíveis em sua presença. E foi justamente cumprindo esse desiderato que Eurico Américo Faria da Matta viveu, sempre fazendo o bem.

— Professor de gerações, ensinou fitopatologia por trinta anos. Foi diretor do Instituto Sitológico da Bahia e ensinou a matéria na faculdade de Juazeiro, em nosso estado.

— Sua boa fama foi sempre destacada em vida, como bom pai e profissional que engrandeceu a Bahia em todos os sentidos, firmando-se como uma das pessoas mais importantes de nossa cidade.

— Assim, neste momento de tristeza e dor, oferecemos nossas condolências aos familiares e amigos deste grande homem, expressando nosso profundo pesar pelo seu falecimento, deixando nossos sentimentos de pesar e pedindo a Deus que os que aqui ficaram, sejam acariciados pela fé Divina.

— Aprovada esta MOÇÃO, dê-se ciência aos familiares do ilustre morto na pessoa do seu querido e amado filho, desembargador Abelardo Paulo da Matta Neto.

Salvador, quarta-feira, 26 de setembro de 2018

Baltazar Miranda Saraiva, desembargado do Tribunal de Justiça da Bahia

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]