TJBA abre concurso público 2018 para Juiz Substituto; são 50 vagas com remuneração que alcança R$ 23 mil

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) abre concurso público 2018 para Juiz Substituto.

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) abre concurso público 2018 para Juiz Substituto.

O Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) lançou o edital de abertura para um novo concurso público, que oferta 50 vagas para o cargo de Juiz de Direito Substituto.

As inscrições preliminares para o certame iniciam em 4 de outubro e vão até 5 de novembro de 2018, devendo ser feitas por meio da página eletrônica www.cespe.unb.br/concursos/tj_ba_18_juiz. A taxa de participação é de R$ 230,00.

Para concorrer ao cargo, o candidato deve possuir diploma de conclusão de curso superior de bacharel em Direito e ter exercido três anos de atividade jurídica após a obtenção do grau. O cargo tem subsídio de R$ 23.284,14.

Cronograma

A seleção terá cinco etapas: prova objetiva seletiva, duas provas escritas – discursiva e prática de sentença –, inscrição definitiva e exames de sanidade e psicotécnico, prova oral e avaliação de títulos. A primeira etapa está prevista para ser aplicada em 13 de janeiro de 2019.

Todas as etapas do concurso serão realizadas na cidade de Salvador (BA).

Síntese do concurso

Concurso: Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA)

Cargo: Juiz de Direito Substituto

Vagas: 50

Subsídio: R$ 23.284,14

Inscrições: entre 4 de outubro e 5 de novembro

Taxa: R$ 230,00

Prova objetiva seletiva: 13 de janeiro de 2019

Contato para inscrição 

Outras informações no endereço eletrônico www.cespe.unb.br/concursos/tj_ba_18_juiz ou na Central de Atendimento ao Candidato do Cebraspe, de segunda a sexta, das 8h às 19h – Campus Universitário Darcy Ribeiro, Sede do Cebraspe – (61) 3448 0100.

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Faça uma doação ao JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).