+ Manchetes >

Secretaria Estadual da Educação articula com o MEC ampliação da Educação Profissional na Bahia

Governo Rui Costa quer estimular a formação técnica dos jovens.

Governo Rui Costa quer estimular formação técnica dos jovens.

A Bahia já detém a maior rede estadual de Educação Profissional do Nordeste e 4ª do Brasil, com cerca de 160 mil vagas ofertadas em 2018 em diversas modalidades de cursos. Para ampliar ainda mais a oferta de cursos técnicos de nível médio e de qualificação, o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, esteve reunido na noite desta terça-feira (05/09/2018) com o secretário de Educação Profissional e Tecnológica do Ministério da Educação, Romero Portella, em Brasília.

Após a reunião, o secretário Pinheiro fez um balanço das tratativas que estiveram em debate. “Aprovamos nossa diretriz de ofertar Educação Profissional, Artes, Ciências, Cultura e Esporte em todas as Escolas de Ensino Médio. Hoje já estamos em 340 municípios com ofertas diversificada. Garantimos recursos na ordem de 23 milhões de reais para o Pronatec e aprovamos também as tratativas para implantação do curso de Tecnólogo de Nível Superior, que passará a ser ofertado na rede estadual, como uma opção nova para os estudantes baianos”, destacou.

O diretor de Educação e Tecnologia da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Rafael Lucchesi, e o superintendente da Educação Profissional e Tecnológica da Bahia, Durval Libânio, também participaram do encontro.

A Educação Profissional e Tecnológica é uma prioridade do novo perfil de oferta da Secretaria. No período de 2015 a 2018, a matrícula cresceu 38,01% e os cursos estão relacionados ao perfil econômico e cultural de cada localidade. A partir do novo perfil de oferta, a Secretaria diminuiu o tempo dos cursos regulares de quatro para três anos e implantou novas modalidades como o regime da pedagogia da alternância, que atende a estudantes que vivem em zonas rurais e filhos de agricultores familiares.

Na Educação Profissional, a SEC também está implantando Fábricas-Escolas, que são dotadas de espaços e equipamentos para práticas específicas, de acordo com o perfil de cada território. Já foram inauguradas as Fábricas-Escolas do Chocolate em Gandu e Ilhéus, a do Couro, em Ipirá, e da Construção Civil, lançada na última quinta-feira (31), no Centro Estadual de Educação Profissional em Gestão Severino Vieira, em Salvador.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]