+ Manchetes >

Projeto Escolas Culturais é lançado em Ruy Barbosa com apresentações artísticas dos estudantes

Estudantes do Colégio Estadual Professor Magalhães Neto realizam apresentações artísticas durante o lançamento do Projeto Escolas Culturais.

Estudantes do Colégio Estadual Professor Magalhães Neto realizam apresentações artísticas durante o lançamento do Projeto Escolas Culturais.

O projeto Escolas Culturais foi lançado nesta sexta-feira (28/09/2018), pelo Governo do Estado, no Colégio Estadual Professor Magalhães Neto, localizado no município de Ruy Barbosa (a 321 km de Salvador). Com o projeto, a unidade passa a ser um polo cultural com o objetivo de promover o protagonismo estudantil, requalificando a escola como um espaço de circulação e produção da diversidade cultural do Território de Identidade onde está inserida. Durante o evento, estudantes realizaram apresentações artísticas, que contou com cordel, poesia, música, dança, além de exposição de artes plásticas e vídeos sobre os projetos desenvolvidos na escola. Estiveram presentes o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, e o prefeito de Ruy Barbosa, Cláudio Serrada.

“A educação não pode estar desvinculada das raízes do local. E as raízes do local são a sua cultura. Por isso, é fundamental uma cidade como Ruy Barbosa ter sua Escola Cultural para fortalecer as ricas manifestações artísticas do município. Queremos promover uma transformação fazendo a escola adentrar a comunidade e vice-versa. E pelos bons momentos que tive nesta cidade durante minha vida pública, sei da importância dela ter sua própria Escola Cultural”, ressaltou Pinheiro, que na oportunidade autorizou a construção da cobertura da quadra poliesportiva.

A diretora Maria Auxiliadora Magalhães disse ser a realização de um sonho o lançamento do projeto na unidade que completou 41 anos. “Já temos uma característica de sermos uma escola aberta à comunidade praticamente de domingo a domingo, pois acreditamos que essa é a forma de trabalhar a educação. Mas com chegada da Escola Cultural queremos promover ainda mais a produção do conhecimento por meio da cultura e envolvimento da comunidade escolar”, afirmou.

Segundo o estudante do curso técnico em Agropecuária, Rogério França Júnior, que apresentou o poema vencedor do projeto Tempos de Artes Literários (TAL) 2018, na etapa escolar, ‘Os muitos por quês!’, contou sobre a necessidade do aluno se expressar por meio da arte. “Fico feliz de poder desenvolver esse lado artístico. Mesmo fazendo um curso técnico acho bacana ter um currículo escolar que a cultura seja inserida desta forma no nosso aprendizado. Com as Escolas Culturais quero que a escola e o município tome um rumo ainda mais promissor dentro da arte”, disse.

Escolas Culturais

O projeto é resultado de parceria entre as Secretarias da Educação, de Cultura (SECULT), de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS) e Casa Civil. A iniciativa é desenvolvida em 85 unidades da rede estadual em toda a Bahia, que passam a contar com uma coordenação cultural e um kit com equipamentos para a projeção de audiovisual.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]