Prêmio destaca projetos na área de artes em escolas públicas da educação básica; um dos trabalhos premiados é de Lauro de Freitas

O Instituto Arte na Escola (IAE) divulga hoje os professores vencedores da 19ª edição do Prêmio Arte na Escola Cidadã. Os cinco educadores premiados por seus projetos focados no ensino de artes são todos de escolas públicas, da Bahia, do Espírito Santo, de Santa Catarina e São Paulo. O Prêmio Arte na Escola Cidadã é hoje o maior reconhecimento nacional do trabalho docente em artes visuais, teatro, dança e música nas cinco etapas da educação básica (da creche à educação de jovens e adultos) de escolas públicas e particulares de todo o Brasil.

Os professores premiados na edição deste ano vão receber R$ 10 mil, publicações educativas, certificado e participar de cerimônia de premiação e vivências culturais na cidade de São Paulo em novembro. Além disso, cada um dos vencedores terá seu trabalho registrado em um documentário produzido pelo IAE, produto que se desdobrará em material de formação para outros professores de artes. As escolas dos premiados também serão reconhecidas, receberão equipamentos (computadores e/ou câmeras fotográficas) e livros especializados em arte-educação para suas bibliotecas.

Com o projeto intitulado ‘Em busca de sonhos: para além das imagens’, a professora Sonia Maria de Oliveira Ferreira, de Vitória, venceu a categoria educação infantil. De Lauro de Freitas, Rosangela Accioly Lins Correia é a premiada do ensino fundamental 1 com o trabalho ‘África aqui, acolá. África em todo lugar’. O tema que deu o prêmio do ensino fundamental 2 à educadora Andréa Mendes Avona, de Santana de Parnaíba (SP), foi ‘Uma viagem com Ariano Suassuna pela cultura e arte nordestina’. Jacson Silva Matos, da capital paulista, foi o premiado do ensino médio com o ‘Projeto Conteúdos’.

O ganhador da categoria educação de jovens e adultos foi Marcos Antônio dos Santos, de Criciúma (SC), com a prática ‘Autorretratos: tecendo histórias e memórias’. Outros dois professores de ensino fundamental, de São Paulo e Porto Alegre, receberam menções honrosas. (Veja abaixo a relação completa dos ganhadores, com nomes de suas escolas e breve descrição dos projetos premiados)

Em 2018, o Prêmio Arte na Escola Cidadã teve uma demanda recorde, com 1.002 projetos inscritos. Nas palavras de Cláudio Anjos, diretor-executivo do Instituto Arte na Escola, “é muito gratificante saber de todos esses professores que assumem a arte como área de conhecimento e garantem esse direito a seus alunos; mais do que isso: são profissionais que querem compartilhar as suas práticas e melhorar a qualidade do ensino no país”.

Os trabalhos inscritos foram avaliados em três etapas de seleção. Nas etapas locais e regionais foram analisados por professores de artes de universidades que compõem a Rede Arte na Escola, liderada pelo IAE. A decisão final coube a uma comissão nacional formada por especialistas em artes e educação. O prêmio é realizado pelo Instituto Arte na Escola com utilização da Lei de Incentivo à Cultura, com patrocínio do Bradesco, e do programa de fomento paulista (Proac ICMS), com recursos da Iochpe-Maxion. Desde sua primeira edição, em 2000, o Prêmio Arte na Escola Cidadã conta com a cooperação da Unesco no Brasil.

‘Encontro das Águas’

A obra ‘Encontro das Águas’, de Sandra Cinto, é a referência artística para a iconografia do 19º Prêmio Arte na Escola Cidadã. Homenageada do prêmio neste ano, a artista elege como elemento central de seu trabalho o desenho, linguagem que explora para além do papel. Em o ‘Encontro das Águas’, ela faz um mural de escala monumental. A representação congela, por um instante, um mar revolto formado por delicados e contidos gestos, onde cada traço torna-se gota, e cada gota também é mar.

Vencedores do 19º Prêmio Arte na Escola Cidadã:

Educação infantil

Projeto: Em busca de sonhos: para além das imagens

Professora: Sonia Maria de Oliveira Ferreira

CMEI Santa Rita de Cássia (Vitória/ES)

Descrição: Projeto aproxima arte naif e educação infantil de uma maneira delicada e respeitosa. Alunos são apresentados a trabalhos de diversos artistas populares, construindo uma ponte com o cotidiano das crianças, que moram e estudam na periferia. Através de práticas de ateliê, a professora aproxima a realidade das crianças do universo dos artistas pesquisados.

Ensino fundamental 1

Projeto: África aqui, acolá. África em todo lugar

Professora: Rosangela Accioly Lins Correia

Escola Municipal do Loteamento Santa Júlia (Lauro de Freitas)

Descrição: O projeto dialoga com os desafios de implementação da Lei nº 11.645/2008. Alunos buscam reconhecer a diversidade e a importância da cultura africana na constituição cultural do país, em especial na cidade de Lauro de Freitas. Em todo o momento os alunos estão em diálogo com as produções culturais de matrizes africanas e as reconhecem no seu dia-a-dia.

Ensino fundamental 2

Projeto: Uma viagem com Ariano Suassuna pela Cultura e Arte Nordestina

Professora: Andréa Mendes Avona

Colégio Municipal Governador Mário Covas Júnior (Santana de Parnaíba/SP)

Descrição: Professora transporta sua turma para o universo cultural nordestino. Alunos têm contato com a literatura de cordel, xilogravura, teatro de mamulengo, artesanato de Caruaru, além de visitar o centro de Tradições Nordestinas.

Ensino médio

Projeto: Projeto Conteúdos Professor: Jacson Silva Matos Escola Estadual Prof. Fidelino de Figueiredo (São Paulo/SP)

Descrição: Projeto desenvolve reflexões sobre o ‘hoje’, com ações poéticas, performances, videoarte e instalações, explorando o máximo senso crítico e criativo de seus alunos.

Educação de jovens e adultos (EJA)

Projeto: Autorretratos: tecendo histórias e memórias

Professor: Marcos Antônio dos Santos

Centro de Educação de Jovens e Adultos (Criciúma/SC)

Descrição: Alunos trabalham com o resgate de suas memórias através de exercícios de auto representação.

Menções honrosas

Ensino fundamental 1

Projeto: Curta-metragem, curta! Luzes, Câmera, Há Som

Professora: Roseli Novak

Colégio Renascença (São Paulo/SP)

Descrição: Projeto de musicalização que incentiva o aprendizado de música através da criação e experimentação de instrumentos.

Ensino fundamental 2

Projeto: Projeto Sankofa

Professor: João Alberto Rodrigues

Escola Estadual Dr. Gustavo Armbrust (Porto Alegre/RS)

Descrição: Alunos exploram a presença e a resistência da cultura afro-brasileira no Rio Grande do Sul.

Sobre o Instituto Arte na Escola

O Instituto Arte na Escola (IAE) é uma associação civil sem fins lucrativos que, desde 1989, fortalece o ensino de artes no Brasil, qualificando a formação de professores da educação básica. O IAE ativa o circuito da educação em artes por meio da Rede Arte na Escola, que oferece formação continuada para professores e licenciandos. A rede conta hoje com 39 polos parceiros, presentes em universidades públicas e privadas de 19 Estados brasileiros. A organização também desenvolve pesquisas acadêmicas, conteúdos e materiais educativos que subsidiam a atuação do professor em sala de aula.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]