+ Manchetes >

Movimento Soberania Brasil lança fórum em defesa dos Petroleiros

Petroleiros da Bahia defeden direitos trabalhistas e política nacionalista para o desenvolvimento da cadeia de valor do petróleo e gás.

Petroleiros da Bahia defendem direitos trabalhistas e política nacionalista para o desenvolvimento da cadeia de valor do petróleo e gás.

O Soberania Brasil participou do ‘Fórum em Defesa da Categoria Petroleira na Bahia’, neste sábado (01/08/2018), no Clube 2004 da Bahia, na Praia de Armação, em Salvador (BA). O evento contou com a participação dos integrantes do movimento, que não tem vínculos partidários, mas pretende conscientizar e mobilizar a sociedade brasileira, para ações e projetos de combate à pobreza, preservação dos recursos naturais, apoio ao desenvolvimento científico e tecnológico, às empresas e ao mercado nacional.

Com a proximidade das eleições, o Movimento acredita ser um bom momento para debater temas relevantes para a sociedade brasileira. O Soberania Brasil defende os interesses nacionais em todas as áreas da economia, o mercado nacional, a ciência e tecnologia; pela preservação e exploração racional dos recursos naturais e pelo fim da exclusão social, por meio do desenvolvimento sustentável. O Movimento é formado por um grupo de pessoas e organizações sem fins lucrativos, comprometidas com o desenvolvimento planejado da nação.

“Queremos influenciar políticas públicas para construir uma sociedade mais justa e solidária”, explica o presidente da Associação dos Engenheiros da PETROBRAS – Seção Bahia (AEPET-BA), Eluzai Evangelista. A AEPET Bahia é uma das associações que lidera o Movimento Soberania Brasil.

Durante o Fórum será apresentado o Movimento Soberania Brasil e suas propostas para direcionar o país ao desenvolvimento socioeconômico, com soberania e inclusão social. Os integrantes do Movimento reúnem-se periodicamente para discutir uma agenda propositiva, direcionada para a geração de emprego e renda, educação, inovação tecnológica, defesa da indústria brasileira, combate à pobreza e melhoria da saúde, sob uma cultura de paz e união.

O grupo está presente na Internet e concentra toda a geração de conteúdo dos debates e encontros no site www.soberaniabrasil.org.br e nas páginas e perfis do Movimento, no Facebook, Instagram e Twitter. “Queremos um Brasil melhor para os brasileiros, com justiça social e democracia”, ressalta Eluzai Evangelista.

O fórum

O evento vai debateu, entre outros assuntos, temas como o Plano de Equacionamento de Déficit (PED) do Plano Petros do Sistema Petrobras (PPSP), que prevê a cobrança de contribuições extraordinárias – iniciadas em março deste ano. Uma ação judicial do Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro-BA) impôs à Petros a obrigação de limitar o equacionamento do Plano ao excedente do limite técnico, o que na prática suspende a atual forma de cobrança do equacionamento no Estado da Bahia.

O ‘Fórum em Defesa da Categoria Petroleira na Bahia’ é voltado aos trabalhadores da PETROBRAS (ativos, aposentados e pensionistas), é uma realização da Federação Nacional das Associações de Aposentados, Pensionistas e Anistiados do Sistema PETROBRAS e Petros (FENASPE) e das associações filiadas: Associação dos Trabalhadores, Aposentados e Pensionistas da PETROBRAS (AEPET-BA, ASTAPE-BA) e a Associação Brasileira dos Anistiados Políticos do Sistema PETROBRAS e Demais Empresas Estatais (ABRASPET). Participam ainda a Associação Nacional dos Participantes da Petros (APAPE); Associação de Mantenedores Beneficiários Petros (AMBEP); Grupo em Defesa da Petros (GDPAPE), Marítimos e Conselheiros eleitos da Petros Fundação Nacional dos Petroleiros; (FNP) e Federação Única dos Petroleiros (FUP).

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]