Hospital Regional Costa do Cacau zera fila para cirurgias ortopédicas e inicia mutirão para outros procedimentos

Fachada do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC).

Fachada do Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC).

O Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC) zerou a fila de cirurgias ortopédicas dos pacientes de 67 municípios da região Sul e iniciou um mutirão para procedimentos cirúrgicos em adultos e crianças. A informação é do secretário da Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, que conferiu de perto os trabalhos nesta sexta-feira (07/09/2018) ao inspecionar a unidade localizada no município de Ilhéus.

O HRCC já realizou mais de 1.200 procedimentos ortopédicos entre janeiro e agosto deste ano. De acordo com o titular da pasta da Saúde, “embora a demanda seja grande, o hospital conseguiu realizar os procedimentos de todos os usuários regulados que aguardavam por uma vaga”, afirma Vilas-Boas.

Mutirão de cirurgia

O Hospital Regional Costa do Cacau realizará nas 287 cirurgias eletivas dos pacientes triados entre 30 de julho e 4 de agosto nos municípios de Camacan e Ubaitaba. As cidades centralizaram o atendimento pré-operatório de 23 municípios.

No caso dos pacientes adultos, as cirurgias ofertadas são hérnias (umbilical, inguinal, epigástrica), histerectomia, colecistectomia e tireoidectomia (retirada da tireoide). Já para as crianças de 4 a 13 anos são disponibilizadas as cirurgias de amigdalectomia com adenoide; hernioplastias inguinal, umbilical e epigástrica; retossigmoidectomia (retirada da bolsa de colostomia).

Compartilhe e Comente

Redes sociais do JGB

Publicidade

Faça uma doação ao JGB

Perfil do Autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia), dirige e edita o Jornal Grande Bahia (JGB).