Feira de Santana: grupo de idosos de Cruz da Almas e cadeirantes com paralisia cerebral visitam a EXPOFEIRA 2018

Idosos de Cruz das Almas visitam a 43ª Exposição Agropecuária de Feira de Santana.

Idosos de Cruz das Almas visitam a 43ª Exposição Agropecuária de Feira de Santana.

Dona Maria Odete Bispo Bião, 75 anos, conhece touros desde criança. Mas espantou-se com os que, com um grupo de amigos, viu no Parque de Exposição João Martins da Silva. Ela foi uma dos 23 idosos e idosas do Lar do Idoso, instituição localizada em Cruz das Almas, que visitaram a 43ª Expofeira. Eles estiveram no Parque pela primeira vez.

“Tô gostando”, afirmou com um sorriso tímido. Achou os bois grandes e não quis muita intimidade com os animais. Preferiu manter-se distantes deles. Muitos dos velhinhos estavam sentados em cadeiras de rodas – mas nem todos usam este equipamento para se locomover, disse Bernardo Brito, diretor da instituição que foi criada há mais de 30 anos. “Usamos a cadeira por comodidade. Para que não cansassem”.

Bernardo Brito afirmou que a visita ao Parque de Exposição é uma maneira de oferecer lazer aos idosos. “São momentos de alegria fora dos muros da instituição”. Mais de 50 idosos, de várias idades, vivem na instituição. Os que estavam em cadeira de rodas foram ajudados por voluntários.

Cadeirantes com paralisia cerebral visitam a Expofeira

As mães de Eny Laurine e Ricardo Silva Almeida, ambos com paralisia cerebral, os levam para visitar o Parque de Exposição João Martins da Silva durante a Expofeira. Eles gostam de ver os animais. A condição especial não é dificuldade que impeça as mães de realizar o desejo dos filhos.

Os jovens se comunicam com as mães por sinais que apenas o convívio diário, a observação e o carinho são capazes de traduzir. Disseram que gostam do passeio, que às vezes acontece com o grupo de colegas da APAE, mas que neste ano foram as mães que os trouxeram.

Presença no Parque é inclusão

Raimunda Lemos Conceição, mãe de Ricardo, e Maria Aparecida Almeida, mãe de Eny, dizem que as suas presenças no Parque de Exposição é muito mais do que lazer: é inclusão. “Queremos que eles conheçam muito mais do que as nossas casas. Que conheçam o mundo”, diz a mãe de Any.

A mãe de Ricardo disse que o filho conhece o mundo rural há algum tempo. “Mas sempre venho mostrar os animais para ele, porque sei que ele gosta”, acentua. Ambas sabem a importância desta interação com o que acontece à volta deles e do lazer.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]