SETUR Bahia realiza ação promocional para consolidar a Rota dos Engenhos

II Exposição de Cachaças do Nordeste.

II Exposição de Cachaças do Nordeste.

Ao som de chorinho e forró ao vivo, a II Exposição de Cachaças do Nordeste apresentou, nesta terça-feira (14/08/2018), dentro da Exporural, no Parque de Exposições de Salvador, 12 das principais marcas de cachaça baianas. Com o objetivo de contribuir para a consolidação da Rota dos Engenhos, a Secretaria do Turismo do Estado (Setur), em parceria com a Secretaria da Agricultura, Pecuária, Irrigação, Pesca e Aquicultura (Seagri), apoiou o evento.

“A ideia é incrementar uma rota atraente para que turistas possam conhecer os alambiques e todo o processo de transformação da cana de açúcar em cachaça”, afirmou o secretário estadual do Turismo, José Alves, durante o evento. “Atuamos neste segmento em conjunto com produtores e representantes de municípios, a fim de diversificar os nossos produtos turísticos e ampliar o tempo de permanência dos visitantes no Estado”.

A cachaça e seus subprodutos integram a Produção Associada ao Turismo, um dos eixos de investimentos da Setur com a meta de promover geração de emprego e renda entre comunidades produtoras. No estande da cachaça Limoeiro, por exemplo, o Projeto de Fibras, promovido pela Associação de Produtores e Artesãos – Aproarte, de Ubaíra, na zona turística Caminhos do Jiquiriçá, apresentava seu trabalho de revestimento, com material de fibras, de garrafas de cachaça que hoje são exportadas para a Europa.

“É uma ação de empreendedorismo que reúne mulheres negras e desempregadas em torno do artesanato de fibras e, no caso específico da cachaça, agrega valor ao produto que é comercializado lá fora”, afirmou Ana Lisboa, presidente da Aproarte.

A exportação de cachaça baiana, por sua vez, é uma forma de divulgar a Bahia em outros países e, em consequência, atrair visitantes para suas zonas turísticas. “A nossa marca Jaualle está sendo exportada há um ano para a Bélgica. Hoje na Europa a aceitação da cachaça de alambique é maior que a da industrializada”, revela Raimundo Primo, produtor da cachaça Limoeiro, da região de Feira da Mata, no oeste baiano.

Marcas como a Amada, Matriarca e Poço da Pedra também já negociam a entrada no mercado europeu, segundo Paulo Guedes, um dos coordenadores da Exposição de Cachaças do Nordeste. Neste contexto, a Rota dos Engenhos será um potencial atrativo para a vinda de turistas interessados em conhecer o processo de fabricação da cachaça artesanal.

Prado

Outra ação com vistas à consolidação da Rota dos Engenhos é o evento Gastronomia & Rota da Cachaça, de 7 a 9 de setembro, em Prado, no sul da Bahia, que será interligado ao Festival das Baleias, de 6 a 9 de setembro, no mesmo município. “Para o turista que visitar Prado nessa ocasião será uma oportunidade de, ao mesmo tempo, contemplar a natureza, observar as baleias jubartes e participar de um evento gastronômico onde poderá apreciar a cachaça e, assim, contribuir para fortalecer a produção e gerar renda na região”, disse o secretário José Alves.

O grupo de choro Dose Sonora e cantores de forró como Del Feliz e Edd Bala e a cantora Vilaça, da banda Moleca Dengosa, apresentaram-se durante o lançamento da II Exposição de Cachaças do Nordeste.  A mostra permanece no Parque de Exposições até o fim da Exporural 2018, no próximo domingo (19).

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]