Salvador: Vereador José Trindade denuncia ‘fake news’ e cobra prefeito ACM Neto; alcaide é acusado de instrumentalizar financeiramente ataques ao Governo da Bahia

ACM Neto é acusado de instrumentalizar financeiramente, com recursos públicos, ataques ao Governo da Bahia.

ACM Neto é acusado de instrumentalizar financeiramente, com recursos públicos, ataques ao Governo da Bahia.

“O site “TV Servidor” está disseminando notícias falsas contra o governo estadual e o PT, e o que é mais grave, com recursos de publicidade vindos da gestão de ACM Neto. A prefeitura tem que explicar o motivo de financiar um veículo difusor de fake news”, afirmou o vereador José Trindade (Podemos), que se licenciou do cargo para se dedicar integralmente à campanha de reeleição do governador Rui Costa (PT).

O parlamentar se refere a um vídeo, seguido de críticas ao Governo da Bahia e ao PT, que supostamente flagrou um assalto na Igreja da Lapinha. O vídeo na verdade mostra imagens de um assalto em Sergipe.

“O DEM escolheu uma vice do MBL, que todo mundo já sabe, inclusive o Facebook, que é um movimento difusor de fake news e que, na semana passada, foi flagrado divulgando uma notícia falsa sobre Jaques Wagner. Descobertos, eles apagaram, correram. Agora é a vez desse site, que recebe publicidade da prefeitura. Estranho, não?”, concluiu Trindade.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB); Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF) e Aluno Especial do Programa de Doutorado em Sociologia da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Atua como jornalista e cientista social, é filiado à Federação Internacional de Jornalistas (FIJ, Reg. Nº 14.405), Federação Nacional de Jornalistas (FENAJ, Reg. Nº 4.518), Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (SINJORBA), Associação Brasileira de Imprensa (ABI Nacional, Matrícula nº E-002907) e Associação Bahiana de Imprensa (ABI Bahia).