Salvador: Rua Chile voltará a ser de paralelepípedo; trilhos de antigos bondes serão visíveis, anuncia Governo Rui Costa

Governo do Estado executa obras de infraestrutura na Rua Chile, em Salvador.

Governo do Estado executa obras de infraestrutura na Rua Chile, em Salvador.

As obras de revitalização da Rua Chile, na capital baiana, já foram iniciadas, como parte do projeto ‘Pelas Ruas do Centro Antigo de Salvador’, desenvolvido pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano (Conder). Está prevista a requalificação de 330 metros da via. Entre as mudanças, a substituição do asfalto por paralelepípedo e a exposição dos trilhos dos antigos bondes que percorriam a Rua Chile.

Para realizar as intervenções no local, que é considerado Patrimônio da Humanidade e tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), uma equipe de arqueólogos acompanha as escavações e treina os operários para que identifiquem fragmentos arqueológicos do período de fundação da via, ocorrida em 1549.

O projeto de revitalização inclui reformas de infraestrutura urbana com melhorias na acessibilidade, nova pavimentação em paralelepípedo e rebaixamento da fiação aérea. O superintendente de planejamento da Diretoria do Centro Antigo de Salvador (Dircas/Conder), Milton Melo, ressalta que a proposta é devolver as características originais da Rua Chile.

“Por ser uma rua emblemática para Salvador, o interesse é justamente trazer para esta rua todo o aspecto de vida que ela tinha antes. Para isso, nossa obra contará com alargamento das calçadas com acessibilidade, retorno do piso em paralelepípedo e também iremos manter os trilhos do bonde no local original. Iremos promover ainda a limpeza visual, já que os emaranhados de fios deixarão de existir neste trecho”, explica Melo.

Segundo o arqueólogo Cláudio Silva, na Rua Chile ficou localizado o portão de entrada da então ‘Fortaleza de Salvador’. “Iniciamos o trabalho de escavação e as camadas do solo vão contando a história da cidade desde a sua fundação. A gente está buscando essa história a partir dos extratos das camadas que foram se sobrepondo ao longo do tempo. Essa área tem uma importância grande pela historiografia porque é considerada a entrada da cidade. A nossa expectativa é encontrar vestígios que confirmem o fato de que nesta área ficou o portão de entrada de Salvador”, explica.

Ainda de acordo com Milton Melo, a iluminação pública também será modificada com a instalação de luminárias de lâmpadas de LED. A realização do serviço está dividida em lotes para diminuir o impacto das obras na rotina de quem passa pelo local. “A ideia é que a obra flua de forma organizada, sem alterar o movimento, o comércio e os hotéis que já existem aqui”.

As obras na Rua Chile fazem parte do lote 2 do projeto ‘Pelas Ruas’, que compreende, além de 18 ruas do Centro Histórico, os bairros do Dois de Julho, Nazaré e Politeama. Ao todo, o projeto conta com investimento de R$ 124 milhões e deve requalificar mais de 280 ruas do Centro Antigo de Salvador.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]