Prefeitura de Feira de Santana usa mapa de recorrência de acidentes no planejamento das ações de trânsito; acidentes com morte tiveram redução de 40%; município tem trânsito mais seguro do que o de Aracaju

Valdomiro Silva, secretário de municipal de Comunicação; Colbert Martins Filho, prefeito e Maurício Carvalho, superintendente da SMT. Trânsito de Feira de Santana é, comparativamente, mais seguro do o que de Aracaju, afirma prefeito.

Valdomiro Silva, secretário de municipal de Comunicação; Colbert Martins Filho, prefeito e Maurício Carvalho, superintendente da SMT. Trânsito de Feira de Santana é, comparativamente, mais seguro do o que de Aracaju, afirma prefeito.

Um dos recursos de destaque do aplicativo de ocorrências de trânsito lançado nesta sexta-feira (24/08/2018), pela Superintendência Municipal de Trânsito de Feira de Santana (SMT), é o Mapa de Calor (Mapa de Recorrência de Acidentes). Trata-se de uma ferramenta de inteligência de trânsito, que a partir dos dados das ocorrências registradas, marca os principais pontos de acidentes com a coloração avermelhada, sinalizando para a SMT uma atenção maior para aquela região.

À medida que a central de ocorrências for alimentada, a SMT vai ter o acompanhamento desse mapa de calor, que vai mostrar os principais conflitos da cidade, como atropelos, colisões, acidentes com ciclistas, separadamente, com números atuais em tempo real, explica Eduardo Peixoto Nunes, idealizador do aplicativo SMT Feira de Santana e diretor da empresa de tecnologia N2.

O app é gratuito e já está disponível para ser baixado nas lojas virtuais Play Store (Android) e Apple Store (IOS). O superintendente Maurício Carvalho ressalta que a partir dos dados fornecidos pelo Mapa de Calor, a resposta à solução de problemas será imediata.

Redução

Presente ao evento de apresentação do AAP da SMT de Feira de Santana, o prefeito Colbert Martins Filho (MDB) destacou a redução dos acidentes de trânsito com morte no município, atribuindo a um planejamento mais eficaz dos recursos. “Em 2016 foram registrados 10 acidentes, enquanto em 2017 ocorreram 6 acidentes fatais”, disse.

Comparativamente com Aracaju, capital de Sergipe, os índices de Feira de Santana são substantivamente menores. Em 2016, ocorreram em Aracaju 1.065 acidentes de trânsito, em 2017 foram registrados 988 acidentes, destas ocorrências, em 2016 e 2017, foram contabilizados 100 acidentes fatais, ainda, de janeiro a março de 2018, 12 pessoas foram vítimas fatais de trânsito em Aracaju. “Por tanto, temos em Feira de Santana um trânsito mais seguro e o objetivo é zerar o número de acidentes com morte”, afirmou Colbert Martins Filho.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Carlos Augusto
Carlos Augusto Oliveira da Silva (Carlos Augusto) é Mestre em Ciências Sociais, na área de concentração da cultura, desigualdades e desenvolvimento, através do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) e Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Jornalismo pela Faculdade de Ensino Superior da Cidade de Feira de Santana (FAESF/UNEF). Atua como jornalista e cientista social. Telefone: (75)98242-8000 | E-mail: [email protected]