Justiça decide soltar namorada de médico que operava em casa

Maria de Fátima e Denis Furtado continuam presos no Rio de Janeiro.

Maria de Fátima e Denis Furtado continuam presos no Rio de Janeiro.

A Justiça do Rio de Janeiro determinou a soltura, em caráter liminar, de Renata Fernandes de Cirne, namorada do médico Denis Cesar Barros Furtado, de 45 anos, conhecido como doutor Bumbum. O médico é acusado pela morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, que fez um procedimento estético de colocação de 300 mililitros de silicone nos glúteos, na cobertura do médico, na Barra da Tijuca. Após o procedimento, a bancária passou mal e foi internada às pressas no Hospital Barra D’Or, onde morreu horas depois.

Renata Cirne foi presa no dia 17 de julho, na investigação sobre a morte de Lilian Calixto. De acordo com o inquérito, ela era responsável por encontrar clientes e marcar consultas para o médico. Renata está presa no presídio feminino Talavera Bruce, no Complexo de Gericinó, por ordem do Plantão Judiciário e, segundo informações do Sistema Penitenciário, está grávida de três meses.

A decisão de soltar Renata é dos desembargadores da 7ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça, que “deferiram, em decisão liminar, a suspensão do decreto de prisão temporária de Renata Cirne, que ficou conhecida como a namorada do Doutor Bumbum”. A decisão vale até o julgamento definitivo do habeas corpus.

O médico está preso no Presídio Pedrolino Werling de Oliveira (Bangu 8). A mãe dele, Maria de Fátima Furtado, que também é médica e teve o registro cassado está à disposição da Justiça no Presídio Nélson Hungria, também no Complexo de Gericinó.

*Com informações da Agência Brasil.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]