Secretaria da Saúde do Estado da Bahia contesta números divulgados pelo CFM

Fábio Vilas-Boas, secretário estadual da Saúde da Bahia.

Fábio Vilas-Boas, secretário estadual da Saúde da Bahia.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (SESAB) informa que não é do seu conhecimento, nem do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), a metodologia utilizada pela pesquisa divulgada pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) e que, na Bahia, houve significativo aumento da oferta de leitos públicos destinados ao Sistema Único de Saúde (SUS).

Segundo a SESAB, Considerando os dados do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (Cnes), cujo acesso está disponível no site http://cnes.datasus.gov.br/, na Bahia, o poder público estadual e municipal acrescentou mais de 1.000 novos leitos ao Sistema Único de Saúde (SUS) no comparativo entre dezembro de 2010 (15.161) e maio de 2018 (16.274).

As reduções são contabilizadas nas unidades federais e privadas, filantrópicas ou não, totalizando 2.938 leitos a menos ofertados ao SUS nesse setor. Essa redução observada de leitos hospitalares, que repete-se em todo o país, pode se dar, em parte, por conta da melhoria da assistência, que reduz tempo de permanência e trata procedimentos, antes internados em hospital, feitos agora em ambulatório (como observado na psiquiatria, pediatria, dentre outros), bem como ao progressivo desfinanciamento da saúde pelo Governo Federal, que afeta o setor de Santas Casas e Hospitais filantrópicos de todo o país, informa SESAB.

Compartilhe e Comente

Faça uma doação ao JGB

Redes sociais do JGB

Publicidade

Publicidade

+ Publicações >>>>>>>>>

Manchete

Colunistas e Artigos

Sobre o autor

Redação
O Jornal Grande Bahia (JGB) é um portal de notícias com sede em Feira de Santana e abrange as Regiões Metropolitanas de Feira de Santana e Salvador. Para enviar informações, fazer denúncias ou comunicar erros do jornal mantenha contato através do e-mail: [email protected]